Compartilhe essa Notícia:

Uma investigação feita pela Polícia Civil de Pedreiras resultou na prisão de uma mulher em Independência. Ela vinha aplicando golpes em idosos em agências bancárias de Pedreiras e Peritoró.

O modus operandi dela era sempre o mesmo. De acordo com informações das vítimas, ela chegava bem cedo na agência e sua aparência acabava sendo um meio de enganar as pessoas, uma vez que ela é uma loira atraente e sempre estava bem vestida. 

Quando os idosos chegavam nos caixas eletrônicos e pediam ajuda para fazer alguma transação, ela entrava em cena perguntando se a pessoa precisava de ajuda. Daí começava o golpe. Normalmente as vítimas estavam desacompanhadas e, apesar das agências terem um servidor que ajuda as pessoas nas operações do caixa, ela se aproveitava para chegar o mais cedo possível, antes do funcionário vir para o expediente. Há relatos de que, por vezes, a mullher até se passava por funcionária do banco. 

De acordo com informações, ela conseguia enganar a vítima com várias mentiras, entre elas, afirmando que aquele não era o dia certo de pegar o pagamento, que o dinheiro ainda não estava disponível, que o caixa devia estar com algum problema etc. Nisso, ela aproveitava para usar a conta da vítima, fazendo transferências do dinheiro ou pedindo empréstimo em nome dos idosos.  

O caso chamou atenção dos policiais devido ao grande número de denúncias, sempre com idosos afirmando que uma mulher loira agia nos crimes. Os investigadores iniciaram o trabalho fazendo os levantamentos necessários e encaminharam o caso para o Ministério Público, que representou pela prisão preventiva da mulher. 

Com isso, o mandado de prisão foi expedido e os policiais foram à residência dela, localizada no distrito de Independência, zona rural de Peritoró. Apesar dela não estar na casa, foi feita uma revista no local e encontradas várias agendas com nomes. Posteriormente ela foi localizada e conduzida à 14ª Delegacia Regional de Pedreiras.

Foi descoberto que na cidade de Peritoró, há também vários boletins de ocorrência acusando a mulher da mesma prática em agências bancárias. Após o cumprimento do mandado de prisão, ela foi encaminhada para a Unidade de Ressocialização (Presídio) de Pedreiras. 

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

2 Comentários

  1. Rapaz essa justiça brasileira protege tanto os bandidos que nem se quer o nome dessas pestes pode mencionar! É mulher loira, homem branco.... tem é que mostrar a cara dessas desgraças pra população ficar sabendo....

    ResponderExcluir
  2. "Ela foi encaminhada para a Unidade de Ressocializacão". Na prática, ela causou prejuízos à sociedade e esta, ainda, vai pagar os custos da investigação, prisão, tratamento, etc. Em pouco tempo estará livre de volta ao "trabalho".

    ResponderExcluir