quinta-feira, 16 de junho de 2016

Policiais Civis da 14ª DP de Pedreiras aderem a greve no Maranhão


Greve por tempo indeterminado 
Policiais civis lotados na 14ª Delegacia Regional, sediada em Pedreiras, aderem à greve da categoria por tempo indeterminado no Maranhão. O movimento iniciou nesta quinta-feira (16). Os peritos param por 48 horas.

A categoria reivindica o que chama de ‘valorização da carreira’ e recomposição salarial, além de melhoria nas estruturas das delegacias, bem como aumento do efetivo, tecnologia e inteligência policial.
Na manhã desta quinta-feira, eles colocaram uma faixa na entrada da DP de Pedreiras 
O governo do Maranhão ofereceu reajuste de 15%, sendo que ainda parcelada em três anos, sendo 6% a partir de junho de 2016, outros 6% em março de 2017, e por fim mais 3% em fevereiro de 2018, além de R$ 146,21 para a Gratificação de Dedicação Exclusiva, que seria incorporada no subsídio, mas a categoria rejeitou a proposta apresentada na assembleia geral realizada na última sexta-feira (10).
Mais em continua...

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol-MA), em maio de 2015, foi concedido reajuste aos policiais civis de 5% sobre o subsídio e de 40% aos delegados até julho de 2016, o que, segundo o sindicato, criou um ‘abismo salarial’ entre as carreiras da Polícia Civil no Estado.

Os peritos oficiais do Estado também rejeitaram a proposta do governo. A greve da categoria, no entanto, realiza paralisação de 48h.

Um comentário:

  1. essa classe so vai ser valorizada qnd esse governo da mudança mentirosa que desvaloriza esta e muitas outras classes sair de vez do maranhao, pra eles investir em blindagem pelo menos na frente das viaturas novas nao vale a pena pq nao é a familia dele q corre risco

    ResponderExcluir