terça-feira, 28 de junho de 2016

Um monte de professores serão candidatos a vereadores em Pedreiras



As eleições em Pedreiras (MA) neste ano serão marcadas pelo espantoso número de professores que se candidatarão a uma vaga na Câmara Municipal. Toda semana recebemos informações de professores anunciando que concorrerão ao pleito: Icléia, Meyre, Ana Kátia, James e a presidente do sindicato da categoria em Pedreiras, professora Ana Roberta; esses nomes são alguns exemplos e tem mais gente. A Câmara pedreirense já conta com dois professores de carreira nesta legislatura: vereador Robson Rios, presidente da Câmara e o vereador Elcinho Gírio.  Como se não bastasse, o professor José Barreto analisa, com bons olhos, a possibilidade de se lançar candidato a prefeito pelo PSOL.

O que estaria motivando os profissionais da educação a querer abdicar da maravilhosa missão de educar em troca de um mandato na Câmara? Bom, somente eles para responder a essa indagação. Entretanto, o que se comenta, a boca pequena, é que alguns desses docentes não estão satisfeitos com a remuneração, a pouca valorização da classe e acreditam que um mandato na Câmara, sessão uma vez por semana, bom salário, é incomparavelmente melhor que dá aula todos os dias, sem receber um ordenado compensador. Então, a questão estaria distante de ideologias, propostas, projetos ou assumir uma posição firme em defesa dos colegas.  

Por outro lado, aconselho os professores pré-candidatos de Pedreiras ou de qualquer outra cidade, a não cair na asneira de fazer campanha em cima da classe, com o discurso de se tornar um grande representante da categoria na Câmara. Infelizmente, com suas devidas exceções, professor não vota em professor nem com nojo, assim como mulher não vota em mulher. Faço essa afirmação, porque conheço uns vinte casos de professores que se candidataram como representante da classe, da educação, da valorização do magistério, discurso bonito, palavras de apoio aos colegas, gastaram o que tinham e o que não tinham e, no abrir das urnas, nenhum foi eleito. “Vou muito ajudar um colega a ficar no conforto, cheio do dinheiro, durante quatro anos, enquanto eu vou ficar me matando em sala de aula com os filhos dos outros!”

Professor, caso você se lance candidato, com boas intenções, procure um reduto que lhe abra oportunidade e não acredite em tapinhas nas costas com frases de incentivo, mas que esconde as imprecações.

“Entre na disputa, seja nosso representante, invista nisso, porque nós vamos votar em você, vamos ficar com você até o fim!”

Será mesmo?

3 comentários:

  1. Interessante essa matéria. Não discordo do autor da mesma, pois de fato não é fácil para muitos participar de um projeto político que tem como principal objetivo DESENVOLVER AÇÕES QUE FAVOREÇAM O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÍPIO, porém no caso do município de São Raimundo do Doca Bezerra será diferente. Acredito em meus colegas da área afinal foi um grupo deles que me convidou a aceitar esse desafio. Acredito neles hoje e acreditarei até o final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belas palavras, mas quando chegares lá, mudarás de ideia e só vais pensar em "meter a mão".

      Excluir
  2. Professor ser candidato a vereador? NÂÂÂÂÂOOO!!!! 90% são velhacos, isto é mau pagadores.

    ResponderExcluir