sexta-feira, 16 de setembro de 2016
Em Lago da Pedra o grupo que faz oposição à prefeita Maura Jorge, tenta de todas as formas atingir a candidatura de Laércio Arruda, fazendo críticas a atual administração em uma tentativa desesperada de conseguir a atenção do eleitor.

O grupo aliado do governador do estado, por exemplo, tem feito de tudo para impedir a prefeita Maura Jorge de concluir várias obras no município, tanto é que Lago da Pedra está sendo prejudicado pela falta de repasse dos convênios feito em parceria com o estado, como exemplo podemos citar:

- Construção da estrada do povoado cabaça e recuperação das estradas vicinais dos povoados Encruzilhada, 4 bocas, Sindô e Centro da Pedreira; 70% da obra foi concluída mas o os recursos não foram liberados pelo governo do estado;

- 03 convênios da pavimentação asfáltica: avenidas Maura Jorge e viera de melo, bairro Serra Dourada, rua 7 e jaguar: pendência no pagamento;

- Manutenção de poços- não foi feito pagamento, por essa razão não tem como dá continuidade aos trabalhos;

- Convênio para construção do Cras- obra já iniciada mas paralisada por falta do repasse dos recursos;

- Câmara municipal de vereadores: concluída, pronta para ser inaugurada, mas a empresa depende do pagamento do governo do estado para entregar a obra;
 
Mas enquanto a oposição persegue, o grupo da prefeita foca no trabalho. Nesta semana a secretária de educação Laudicélia Arruda, acompanhada de uma equipe técnica, esteve em Brasília para uma reunião com Gastão Vieira, presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação ( FNDE), onde solicitou a liberação de repasses do PDDE de 7 escolas referentes ano de 2015 e que estão bloqueados desde 2005, em razão da inadimplência no período da administração do ex-prefeito Luís Osmani.

A secretária também solicitou que fosse repassado ao município o restante do valor empenhando para as creches para que as obras possam ser concluídas. Laudicélia Arruda, aproveitou a reunião para fazer ainda a reivindicação de outros benefícios para a área da educação.


Essa é a grande diferença, um grupo que mostra trabalha e faz uma campanha limpa. Do outro lado um grupo desesperado pelo poder, sem preparo e que tem como uma de suas principais armas a perseguição.

Um comentário:

  1. É de uma covardia e desrespeito tão grande o que o governador vem fazendo. Bloquear verbas para obras é prejudicar o povo do estado que ele "administra". Atitude desprezível... Mas A escola agrícola recebeu dinheiroe nada foi feito pelo administrador. Veremos se foi tudo gasto na campanha eleitoral de Mauro Jorge.

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Festival de Sanfona do Lucindo


Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Matricule-se no Faculdade W. F.



+ Lidas