segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Melhoria do IDEB é uma conquista dos professores, afirma Hildo Rocha


                      
O deputado Hildo Rocha usou a tribuna da Câmara Federal para parabenizar os professores da rede pública estadual de educação pelas conquistas alcançadas pelo Maranhão nos indicadores do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). De acordo com o parlamentar, os resultados divulgados recentemente são referentes a atividades escolares realizadas nos anos de 2013 e 2014.

“Quero parabenizar os profissionais da educação, pois eles são os responsáveis pela significativa melhoria da educação do nosso Estado. Sem o trabalho, sem o carinho, sem a dedicação dos profissionais da educação da rede pública nada disso teria ocorrido”, enfatizou Hildo Rocha.
Continua...

Legado do governo Roseana

O deputado estendeu ainda os méritos da conquista à ex-governadora Roseana Sarney e ao ex-secretário de educação, o deputado federal Pedro Fernandes (PTB/MA). “Quero parabenizar tanto a ex-governadora quanto o ex-secretário de educação desse período, nosso colega, deputado federal Pedro Fernandes. Os resultados mostram que durante o período avaliado (2013/2014) a educação pública foi bem conduzida”, declarou o parlamentar.

Desrespeito à categoria

Rocha voltou a criticar o governador Flávio Dino pelo descumprimento da Lei No 11.738/2008. “Infelizmente o governo atual não tem valorizado os professores, prova disso é a falta do reajuste do salário dos profissionais do magistério do Maranhão que tem direito ao reajuste de 11.36%, assegurados por lei, mas o governador Flávio Dino insiste em não pagar”, criticou.

Recursos em caixa

Hildo Rocha destacou ainda que o Estado dispõe de recursos suficientes para pagar o reajuste. “Já no começo do ano o Ministério da Educação repassou ao Maranhão a contrapartida do Governo Federal para assegurar o cumprimento da Lei. Outros estados da federação brasileira já fizeram o reajuste, mas o governador Flávio Dino teima em não pagar os salários que os professores merecem”, lamentou o deputado.

Assessoria.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário