quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Atual prefeito abandona Vitorino Freire e população sofre com o descaso


Os moradores da cidade de Vitorino Freire sofrem com o desprezo e a negligência que a atual gestão está tendo com o município. De acordo com os residentes, a situação se agravou depois que o atual prefeito, José Leandro Maciel, não conseguiu a reeleição.


A saúde pública está em risco, uma vez que os vitorinenses dividem os espaços das calçadas com urubus. É lixo espalhado por toda parte, o que mostra também, que a coleta não vem sendo feita adequadamente. Ainda sobre a área da saúde, moradores denunciam que o prefeito só pagou metade dos plantões de outubro, que está demitindo servidores de serviços essenciais à população, que equipamentos estão sendo retirados do Hospital Municipal Rui Bandeira sem autorização e que os pacientes, mesmo que precisem apenas de um curativo, precisam ir à farmácia mais próxima para adquirir os insumos. 

Os partos são encaminhados para Bacabal ou Alto Alegre, uma vez que o único hospital da cidade, não oferece condições de atendimento, nem para parto natural. Também há denúncias de diversos postos de saúde em reforma há anos. Também há denúncias que a atual gestão está contratando ilegalmente funcionários e se apropriando, indebitamente, de descontos de empréstimos consignados de servidores (tanto no Banco do Brasil, como na Caixa Econômica Federal).

Foram protocolados na Polícia Civil, pedidos de investigação a respeito de furto, roubo, desaparecimento de móveis, de equipamentos e de materiais dos órgãos públicos do município, assim como de depredação e danificação dos prédios oficiais.

Continua...

Os serviços também estão se deteriorando, as obras e reformas caindo aos pedaços, a exemplo, o Ginásio Wilson Branco que com seis meses de inaugurado já teve o forro, as lâmpadas, pias e vasos sanitários quebrados. Além desse, paredes e tetos dos ginásios dos Povoados Pedra do Salgado, São João do Grajaú (Furo) e Juçaral dos Saraivas caíram, comprometendo toda a obra. Todos, recém-inaugurados. A praça da cidade foi inaugurada no dia 25 de setembro, mesma data do aniversário da cidade, e está com a obra inacabada até hoje. Destacando que a obra entregue é totalmente diferente da apresentada em projeto.

Há poucos dias uma ponte de madeira quebrou e um dos caminhões do prefeito, Zé Leandro, que também é empresário, tombou. Foi no Povoado Matinha, sobre o rio Grajaú. A ponte, que custou R$ 1 milhão ao caixa da prefeitura, estava em péssimas condições de segurança. Felizmente não houve vítimas.

Qual será a próxima denúncia e reclamação da população de Vitorino? Na data desta matéria, a energia da própria prefeitura foi cortada, assim como de outros prédios públicos, pois o pagamento não foi feito. É o caos! Isso exige posicionamento das autoridades públicas superiores e de todos os poderes constituídos, em especial diante da estranha flexibilização de medidas cautelares e preventivas que foram inicialmente adotadas judicialmente, como por exemplo, o desbloqueio das contas públicas da prefeitura com flagrante prejuízo irreparável aos cidadãos vitorinenses.


____________________________________________________

 Mantenha-se informado com as notícias da região
Clique no link: 

Os vídeos exclusivos do Blog do Carlinhos em primeira mão
Clique no link: 
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário