sexta-feira, 3 de março de 2017

Blogueiro reclama de mau atendimento na agência da Caixa de Pedreiras


O blogueiro Joaquim Filho, editor do blog que leva o nome dele, (Blog do Joaquim Filho: http://joaquimfilhopoeta.blogspot.com.br/), postou, agora à tarde (03), uma matéria relatando o mau atendimento que ele recebeu na agência da Caixa Econômica de Pedreiras (MA). Confira a postagem na íntegra.

“BOM ATENDIMENTO É QUE FAZ A IMAGEM DE UMA EMPRESA

A CAIXA É BEM MAIOR QUE ISSO!...

Agência da Caixa Econômica de Pedreiras - MA
Prefiro mil vezes ir ao inferno a ir a uma agência bancária aqui na cidade de Pedreiras. E, se essa agência bancária for a Caixa Econômica Federal, pior ainda.  Mas infelizmente não podemos viver sem ir a banco. Nada contra a Instituição, que por sinal, é uma empresa muito importante no país, a qual já tive o prazer de trabalhar como estagiário, pois a mesma é apenas uma Empresa Pública criada com capital inteiramente público para execução de atividade econômica de grande interesse público, mas por causa de certos “servidores públicos” que fazem parte do seu quadro de pessoal, que não são dignos de estarem à frente de uma grande empresa bancária – a Caixa.
Blogueiro relata mau atendimento na Caixa de Pedreiras 

O grande problema é o de sempre que todos já conhecem.  Mas aqui eu quero me limitar somente a um, o mais deprimente, o mais grave, que é o mau atendimento feito por alguns senhores e senhoras arrogantes e prepotentes que ainda pensam que ser ou estar bancário (a), é ser Deus morando no Paraíso. E, se for apenas um (a) estagiário (a), parece que a coisa é pior ainda.

Anos atrás, eu tive um problema de ordem de mau atendimento com uma senhora funcionária da Caixa, que “rodou” em algumas agências por aí, e agora voltou, mas não foi com essa o problema dessa vez, mesmo porque eu não costumo ter aborrecimentos duas ou mais vezes com a mesma pessoa. O nome não interessa, deixa para lá, afinal já tem um bom tempo. Quando isso aconteceu, eu tornei público através de uma carta aberta à população com o título de “Atendimento Zero.”
Mais em continua...


Antes de relatar o problema de hoje na Caixa, eu quero dizer só uma coisa, e por experiência própria. Alguns gerentes e servidores de bancos são assim, quando eles querem adquirir alguma prestação de serviço com você – pessoa física – ou com a empresa que você trabalha – pessoa jurídica, eles são as pessoas mais dóceis e afáveis do mundo. Tratam-lhe como se fosse sua mãe ou seu pai. Mas depois que fecham qualquer transação, pronto, acabou a consideração. É igual vendedor desonesto, que o produto deu defeito, ele não te conhece mais.

Hoje, dia 3 de março de 2017, por volta das 12h20, eu fui à Caixa, agência de Pedreiras-MA, e precisei consultar meu saldo para ver se a parcela do meu carro havia sido descontada. Um pequeno detalhe no extrato me deixou com dúvidas. Então, subi e me dirigi a um determinado servidor e pedi-o que ele me explicasse sobre um detalhe no extrato. Ele de forma fria, arrogante e prepotente, antes que eu terminasse a minha fala já foi dizendo para eu esperar um instante. Não me olhou nos olhos, saiu da mesa onde estava, voltou, ficou conversando com os colegas e simplesmente me ignorou. Era como se eu não estivesse ali, na frente dele. Era uma coisa tão simples, só me tirar uma dúvida de um saldo.

Vendo que o servidor não ia me atender e nem me dá atenção, perguntei para uma servidora do lado, se ela poderia ver o meu problema, ela disse que sim, e me explicou em questão de 10 segundos.

Depois de tudo resolvido, eu pensei em tomar satisfação com ele, mas como os tempos são outros, a vida, o tempo, os cabelos brancos e a arte suave têm me ensinado muito, eu apenas me dirigi a ele e lhe perguntei: “O senhor que é o gerente aqui da agência?” Ele de forma mais arrogante ainda perguntou: “Você quer saber se eu sou gerente pessoa física ou jurídica?” Eu respondi: “Tanto faz. Só quero saber se o senhor é o gerente.” Foi aí que ele respondeu que sim. Mas não perguntou se eu havia resolvido o meu problema ou se eu estava precisando de algo.

Fato. Em 2016, eu estava assessor de gabinete do ex-prefeito de Pedreiras, o senhor Totonho Chicote e, por várias vezes, esse mesmo gerente acompanhado de outra servidora, por várias vezes foram na Prefeitura de Pedreiras falar com o prefeito, e quem os recebia era eu. Dava todo atendimento humanitário que era preciso. Inclusive, documentos que eles deixavam para o prefeito assinar, eu, gentilmente, levava à Caixa e entregava a eles. 

A Filosofia nos questiona se as coisas permanecem como elas são. Cor certeza que não. Hoje, eu não era o assessor do prefeito. Hoje, eu não estava bem-vestido. Hoje, eu não estava em posição de destaque. Hoje, não era o gerente que estava precisando de mim, era eu que estava precisando da atenção dele, embora como servidor público, pago pelo povo para atender bem. Hoje, eu estava de bermuda, chinelo, camisa surrada, boné na cabeça e talvez por isso o nobre gerente não me reconheceu e por isso não me atendeu da forma que deveria.

Confesso que não fui mau atendido pelo gerente, apenas fui ignorado, e ele e nem os seus comandados estão ali para tratar quem quer que seja com indiferença. Espero que ele, ao tomar conhecimento desse texto, que será público, possa reavaliar os seus conceitos, sua postura e realizar um atendimento mais humanizado ao povo da nossa região.


Por: Joaquim Filho”

A Gerência da Caixa Econômica de Pedreiras, ou a superintendência da instituição no Maranhão, podem, caso desejem, se manifestar com uma Nota de Esclarecimento ou um Direito de Resposta, através do email: pf.carlosalberto@hotmail.com.

20 comentários:

  1. A nobre Joaquim esse foi mais um dos casos de destrato que cidadãos de bem passam em todas as repartições públicas desse país.

    ResponderExcluir
  2. Tudo isso q Joaquin filho falou e a pura verdade. So acostumado ta esperando minha vez claro com a senha na mão e chegar os chamados ricos e eles atenderem primeiro isso acontece constantemente. Valeu joaquim ja estava na hora

    ResponderExcluir
  3. Digo e repito: PARA MIM A CAIXA-CEF NÃO É BANCO. TRATA-SE DE UM TAMBORETE!

    ResponderExcluir
  4. Caixa é um lixo tanto em atendimento quanto ao funcionário incompetentes. Faz denuncia para Bacen.

    ResponderExcluir
  5. Outros funcionarios de orgão publico que trata as pessoas como animais é os atendentes do INSS de pedreiras.

    ResponderExcluir
  6. Por várias vezes fui mau atendida na caixa econômica de pedreiras
    O atendimento é um lixo os funcionários
    Principalmente os que fica nas mesas fora um

    ResponderExcluir
  7. Aproveita e reclame do Banco do Brasil, Caixa em Bacabal.Esses atendimentos bancário é péssimo em toda cidade.

    ResponderExcluir
  8. Meus amigos! Eu sou de Pedreiras e conheço o atendimento da Caixa e do BB de nossa cidade. Vcs querem ver o que é atendimento bancário PÉSSIMO vem para Esperantinópois MA! Hoje os clientes do BB de Esperantinópolis ficaram na fila das 7 hs até as 10 hs, aí chega o funcionário e diz que não vai atender por questão de inetrnet local e a previsão seria atender os clientes as 16 hs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou cliente de BB de Esperantinopolis desde que vim morar pra cá em funcao da aprovacao em concurso para o Estado, ja a alguns anos. Sempre tem grande movimento mas sempre utilizei os meios alternativos para evitar as filas. Todas as vezes que precisei fui prontamente atendido. Problemas de sistema ocorrem, principalmente na questao da comunicacao onde o servico é prestado por terceiros, devido as condicoes precarias de infraestrutura que vive nosso estado. Nao é só culpa dos funcionarios do banco que sao muito meus amigos e acompanho a luta diaria deles a frente de uma populacao com pouca instrucao.
      Agora, me parece pouco inteligente chegar as 7h sendo que o atendimento só inicia as 10h.
      É incompreensível.

      Erenilson

      Excluir
  9. Cleudevania Costa3 de março de 2017 21:51

    Ontem fui a uma Caixa aqui de São Luis, dei bom dia para a senhora que estava no caixa e ela nem respondeu, ainda por cima botou a maior banca para fazer uma transação porque meu cartão é de outra agência, super mal educada. E nem gerente era kkkkk

    ResponderExcluir
  10. Obrigada amigo Joaquim Filho Ferreira,vc desabafou por várias pessoas que tem vontade de falarem a mesma coisa.Realmente, o atendimento nessa agência è de péssima qualidade.Concordo com tudo q foi dito.

    ResponderExcluir
  11. Os atendimentos tem que ser mensurados em uma linha de qualidade, coisa que em geral na CEF. não o é caso.

    ResponderExcluir
  12. Tmb já fui mal tratado deveria ter processado esse banco de.merda

    ResponderExcluir
  13. Oh bicho que reclama é liso,quer chegar no banco,passar na frente de todo mundo e ainda ser atendido primeiro,rapá banco não tem coração tem cofre kkkkkkkkkk,vai morar na Suíça que lá só tem gente educada como vcs kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  14. Bom dia nobres colegas. Poucos sabem, mas pelo princípio da cortesia é dever dos prestadores de serviços públicos tratarem os clientes com urbanidade, respeito e educação de forma eficaz. Gerando indenização por Danos Morais caso esse princípio nao seja respeitado. E no caso em comento houve diversas falhas (má prestação dos serviços, tempo de espera, cortesia), o que ao meu ver enseja uma ação indenizatória para que sirva de caráter pedagógico para que condutas como estas nao se repitam com qualquer cidadão independente de cor, credo, condição social ou econômica, sexo, etc.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia nobres colegas. Poucos sabem, mas pelo princípio da cortesia é dever dos prestadores de serviços públicos tratarem os clientes com urbanidade, respeito e educação de forma eficaz. Gerando indenização por Danos Morais caso esse princípio nao seja respeitado. E no caso em comento houve diversas falhas (má prestação dos serviços, tempo de espera, cortesia), o que ao meu ver enseja uma ação indenizatória para que sirva de caráter pedagógico para que condutas como estas nao se repitam com qualquer cidadão independente de cor, credo, condição social ou econômica, sexo, etc.

    ResponderExcluir
  16. Me admiro a falta de consideração de quem se diz formador de opinião, mas quis ser atendido sem pegar senha e passar na frente dos que estavam esperando. É a síntese do cidadão dessa cidade, faz as coisas fora do padrão e reclama se não é prontamente atendimento (vide as blitz da polícia).

    ResponderExcluir
  17. Esse Joawuim se acha a bala que matou kennedy. Natiz empinado e estrela demais. Foi bom isso acontecer pra ele se sentir um.pouco mortal como os demais pq além de escrever muita merda sem proveito ainda se acha muita coisa e ninguém tem coragem de dizer que ele não passa de um grande chato futriqueiro e sem valor prssoal e intelectual nenhum

    ResponderExcluir
  18. Esse rapaz se acha o ó do borogodó,quer chegar no banco e quer que tenha um funcionário exclusivamente lhe esperando so pra atender ele,rapaz eu que tenho negócios e dinheiro em banco espero minha vez,quanto mais um liso que só vai ao banco pra pegar um pouco de ar condicionado de graça ainda fica chiando. Porisso que digo,que tem gente que não pode subir numa banda de tijolo que já quer fazer discurso. Kkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  19. Rindo até 2050 kkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir