domingo, 11 de junho de 2017
Do Blog do Gilberto Leda 
Um amigo do tenente-coronel da PM Miguel Neto, que matou a esposa com três tiros na cabeça e depois suicidou-se (reveja), negou hoje (11), em comentário encaminhado ao Blog do Gilberto Léda, que a relação do casal fosse conflituosa.

Enesio Matos escreveu um relato exclusivo, no qual contesta algumas versões sobre a relação do oficial com sua companheira.

Ele admite que havia “alguns atritos” – “como aliás, há em todo relacionamento”, ressalta -, mas garante que, ao longo de sete anos de convivência, formavam um “casal alegre”.

“Ele e sua companheira tinham uma convivência há sete anos. Era um casal alegre. Existiam alguns atritos, como aliás, há em todo relacionamento”, diz.

Veja abaixo a íntegra do comentário do amigo da família.

“Amigo Léda, geralmente nos momentos mais difíceis da vida, algumas pessoas aeticas e desprovidas de escrúpulos se aproveitam da tragédia alheia para tripudiar sobre os cadáveres. Esses coveiros do infortúnio alheio, geralmente não tem limites. Pois bem. A tragédia que envolveu o Coronel Miguel Gomes Neto é um desses casos em que os coveiros de plantão não se cansam de tentar aniquilar uma imagem já extremamente fragilizada ante o acontecimento.

Como amigo há mais de vinte anos, sinto-me lançado pelo dever da amizade e da lealdade em prestar meu depoimento acerca das suas reais e efetivas virtudes.

Miguel Neto era um amigo leal e externamente prestativo, um pai de família exemplar, um brilhante profissional militar. Uma espécie rara da raça humana, ou seja, uma pessoa com essas virtudes não pode ser açoitada enquanto aguarda seu sepultamento.
Continua...


Qualquer jornalista e/ou blogueiro deve, a bem da boa informação, buscar fontes idôneas acerca de sua conduta. Esse episódio de Barreirinhas, que a Polícia Civil dará as respostas, está muito mal explicado. Ele e sua companheira tinham uma convivência há sete anos. Era um casal alegre. Existiam alguns atritos, como aliás, há em todo relacionamento. Até por volta das 8h19min, ele estava se comunicando normalmente com amigos e familiares, aparentemente não tinha nenhuma anormalidade.

Antes dele se deslocar para sua casa de veraneio em Barreirinhas, fez-me relatos de muitos planos – como trocar de carro, concluir seu Curso de Direito na UEMA, comprar alguns novilhos para sua propriedade em Barreirinhas, dentre outros. Ou seja, esse relato demonstra que ele jamais cogitaria praticar esses atos abomináveis.


Espero, sim, que essas circunstâncias desse caso sejam plenamente elucidadas para que não se cometa injustiças com um ser humano que perdeu a vida de forma trágica nem sepultado ainda foi. Finalizando, peço cautela antes que se execre a vida e a imagem das pessoas. De antemão, os amigos e a família do Coronel Miguel agradecem.”

6 comentários:

  1. Com esse depoimento so mostra que ele era uma pessoa fria e calculista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fria e calculista é tua língua fela da puta

      Excluir
  2. Ele era uma pessoa do bem , um grande amigo pra mim era Sen defeito estou arrazado

    ResponderExcluir
  3. Arrazada deve está a família da vítima!! Agora depois de morto ele é uma pessoa do bem, me poupem!

    ResponderExcluir
  4. Arrazada deve está é a família da vítima! Agora depois de morto ele é uma pessoa do bem.. me poupem!

    ResponderExcluir
  5. Eu era amigo do casal, frequentei muito a casa deles em Bacabal.
    Gostavam de dar boas festas viviam muito bem.
    Pura fatalidade.
    So fala mal quem não os conheceu.
    Descansem em pais Clo e Miguel Neto e que Deus perdoi seus pecados meu amigo.

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Hotel em Pedreiras


Motos Honda


Matricule-se no Faculdade W. F.



Excursão para Jericoacoara


Motel em Pedreiras


Contrate Banda Skema 5 de Pedreiras



Cacau Show em Pedreiras


Provedor de internet



+ Lidas