sábado, 28 de outubro de 2017

Paulo Marinho consegue liberdade, mas terá que usar tornozeleira eletrônica

O ex-prefeito de Caxias, Paulo Marinho, obteve, na sexta-feira (27), uma vitória importante.
 
Preso desde a semana passada no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, ele foi beneficiado com um habeas corpus concedido pelo desembargador Ricardo Duailibe, do Tribunal de Justiça do Maranhão, determinando que o mesmo cumpra prisão domiciliar na própria cidade de Caxias.

O desembargador determinou, ainda, que o ex-prefeito seja monitorado por tornozeleira eletrônica ou por um agente policial, caso o equipamento não esteja disponível. Paulo Marinho foi preso devido ao não pagamento de valores referentes à pensão alimentícia de um de seus filhos, Caio Felipe Corrêa Marinho, com 27 anos.
Continua...

A decisão foi proferida pelo juiz Antônio Fernandes da Luz, da 3ª Vara de Família do Distrito Federal. O habeas corpus que beneficiou o ex-prefeito foi impetrado pelo advogado Mozart Baldez, presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão.

Do Blog do Glaucio Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário