domingo, 1 de abril de 2018

Helicóptero que caiu em Rosário havia sofrido pane em 2011

Aeronave fez pouso de emergência em praia; piloto era o mesmo que morreu neste domingo (1º)

IMIRANTE.COM

O helicóptero Robinson 44 que caiu na tarde deste domingo (1º) em Rosário, causando a morte de quatro pessoas, entre elas o médico anestesista Dr. Jonas Elói já passou por uma pane em outubro de 2011. Na ocasião, o helicóptero saiu de São Luís com destino a Camocim (CE), com quatro pessoas, e teve que fazer um pouso de emergência em Luís Correia (PI).

Na pane registrada em 2011, o piloto Alfredo Oliveira Barbosa Neto, que morreu no acidente deste domingo, entrou em contato com o operador do aeroporto de Parnaíba (PI), solicitando permissão para aterrissar. Sem a autorização, Alfredo fez o pouso de emergência na Praia de Atalaia. Meia hora depois da pane, o problema foi solucionado, e o piloto seguiu viagem para Camocim.

O acidente

Quatro pessoas morreram na queda de um helicóptero Robinson R44 em uma área de matagal no povoado Nambuaçu de Cima, zona rural de Rosário, a 100km de São Luís.

De acordo com a polícia, o helicóptero saiu de Lima Campos, cidade onde os ocupantes participaram de um rally, e pousaria em Paço do Lumiar. Por causa do mau tempo, a aeronave voava baixo e bateu em uma árvore. As quatro vítimas do acidente foram identificadas como o piloto Alfredo Oliveira Barbosa Neto e os médicos  Rodrigo Capobiango Braga, Jonas Elói da Luz e José Kléber Luz Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário