quarta-feira, 4 de abril de 2018

Icrim também terá relatório sobre o acidente de helicóptero em Rosário


Peritos do instituto recolheram material do helicóptero que caiu em Rosário no último domingo, matando quatro pessoas
O Instituto de Criminalística (Icrim) deve divulgar no prazo de 10 dias o resultado da perícia feita na segunda-feira, 2, na aeronave de modelo Robinson R44, que caiu na tarde de domingo, 1º, no povoado Nambuaçu de Cima, em Rosário. Segundo a polícia, esse trabalho pericial tem o objetivo de identificar as causas do acidente, que resultou na morte dos médicos, José Cleber Luz Araújo, Jonas Eloi da Luz e Rodrigo Capobiongo Braga; e do policial civil e ex-integrante do Centro Tático Aéreo (CTA), Alfredo Oliveira Barbosa Neto, piloto da aeronave.

O delegado regional de Rosário, Murilo Tavares, informou que acompanhou ontem o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) no local do acidente. Eles retiraram fotos e colheram um farto material para serem analisados na sede do instituto. O resultado desse trabalho pericial deve ser divulgado ainda no decorrer deste mês.

Ainda de acordo com as informações do delegado, a polícia já começou a ouvir algumas testemunhas. Elas declaram que chegaram a presenciar a aeronave voando a uma altura bem baixa e que estava saindo fogo do motor traseiro. Em seguida, o helicóptero teria batido em uma palmeira e caiu girando no matagal.

Os investigadores do Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa I) também estiveram na cidade de Rosário. O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que esses profissionais têm o objetivo de coletar dados para identificarem a causa do acidente, mas ainda não tem data para a divulgação do resultado desse trabalho.


Por: Ismael Araújo/O Estado

2 comentários:

  1. Nao deixe d nos manter informados realmente d qual motivo foi a queda

    ResponderExcluir
  2. Vai com Deus primo eloi

    ResponderExcluir