domingo, 24 de junho de 2018

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal



Um dos ministros mais experientes do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso ilegalmente, durante entrevista que concedeu a uma emissora de televisão portuguesa. No entanto, ele afirmou que a ilegalidade deve ser mantida, uma vez que Cármen Lúcia, presidente da corte, decidiu não pautar essa discussão até setembro.  Na última sexta-feira (22), em nova decisão polêmica, o ministro Luiz Fachin manobrou para manter Lula, que lidera todas as pesquisas, preso ilegalmente.

Brasília (Reuters) - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira retirar de pauta o julgamento de um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estava previsto para ocorrer na terça-feira pela 2ª Turma da corte.
Continua...

A defesa do petista —líder nas pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto— tentava garantir a liberdade dele a fim de tentar concorrer novamente à Presidência. Ele, contudo, deve ser barrado na Lei da Ficha Limpa por ter tido uma condenação em segunda grau por órgão colegiado da Justiça.

A decisão de Fachin ocorre depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) não ter admitido o recurso —chamado extraordinário— que pretendia reavaliar no STF o processo a que o petista foi condenado do tríplex do Guarujá (SP).

O ministro do Supremo entendeu que, se o TRF-4 tomou essa decisão de não enviar o processo ao STF, não haveria motivo no momento para que a 2ª Turma julgasse a medida cautelar sobre o mesmo caso.

Essa medida cautelar tinha por objetivo suspender os efeitos da condenação até o julgamento do mérito da ação pelo STF —na prática, o ex-presidente poderia deixar a prisão, onde cumpre pena desde abril.

Fachin entendeu que o pedido de julgamento estava prejudicado e é indispensável uma decisão prévia do TRF-4 sobre se aceita um novo recurso da defesa do ex-presidente para que o processo seja remetido ao Supremo.

"Vale dizer, o exame do recurso extraordinário referido pela defesa, no atual cenário processual, imprescinde da propositura e provimento de recurso próprio. Com efeito, a modificação do panorama processual interfere no espectro processual objeto de exame deste Supremo Tribunal Federal, revelando, por consequência, a prejudicialidade do pedido defensivo", decidiu.

Profissionais do mercado financeiro citaram a expectativa do julgamento do novo pedido de liberdade de Lula como um dos fatores que têm permeado o temor de grandes investidores em relação a ativos brasileiros.

Isso por entenderem que, solto, Lula poderia atuar para as eleições de outubro como importante cabo eleitoral de um candidato menos comprometido com a disciplina fiscal do governo.

Fonte: Brasil247

11 comentários:

  1. O correto é um canalha venal (vende seu voto) como vc no supremo!

    ResponderExcluir
  2. A experiência de Marco Aurélio e Gilmar Mendes, todos os brasileiros já conhecem, eles dois sempre defenderam políticos corruptos. Por eles todos os saqueadores dos cofres públicos estariam soltos. Que se dane se o dinheiro é dos pagadores de impostos e que deveria ser bem investido e aplicado. Segundo a experiência desses dois traidores da pátria e do povo, eles só aceitam a condenação, se a confissão do réu for por manuscrito, reconhecida em cartório e assinada pelos pais. Provas e testemunhos, para eles, são irrelevantes. Caro Blogueiro, seja mais imparcial nas suas reportagens. Essa nossa impressa não ajuda mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Então que dizer que roubar dinheiro público e corromper não é ilegal, ilegal é ser preso por esses crimes? Esse sapo barbudo tem é sorte de ter roubado essa república de bananas, se fosse na China, já teria sido fuzilado.

    ResponderExcluir
  4. Vindo de um cara que solta traficantes e outros bandidos, faz até sentido.

    ResponderExcluir
  5. Oh materiazinha parcial. Mistura o caso do triple com o do sítio pra criar confusão. Insinua que "garantir a liberdade para ele concorrer novamente". Sinceramente, temos nossas preferências, mas o exercício profissional impõe a obrigatoriedade da imparcialidade. Acima está a prova do contrário.

    ResponderExcluir
  6. Esse Ministro não pode desmoralizar o pleno do Tribunal que ele faz parte,pois, a maioria do Supremo já decidiu que é legal a prisão do lider da quadrilha que saqueou a Petrobrás. Ele está defendendo o corrupto para pagar o favor que a Dilma fez para ele. Que foi nomear sua filha de apenas trinta e poucos anos como Desembargadora Federal, passando para trás várias pessoas mais competentes e experientes.

    ResponderExcluir
  7. Esperar o que desse verme? Ele é primo do vagabundo Fernando Collor!

    ResponderExcluir
  8. Esse aí é mas um verme que ajudam outros parasitas a se multiplicarem nas incubadoras da corrupção ou seja jamais combateram o crime se beneficiaram deles em causa própria. chega de canalhas no poder agora é Bolsonaro presidente e Maura Jorge governadora.

    ResponderExcluir
  9. Alguns canalhas vão ficar irritados mas vou perguntar novamente " o asfalto do povoado Palmeiral vai sair quando heim responde aí galera kkk ".

    ResponderExcluir
  10. Imparcialidade e Transparência nunca foi o fortedos PPTralhas canalhas.

    ResponderExcluir
  11. Todos esses aí são PTralhas portanto só tenho uma coisa a dizer Adeus PTralhas canalhas.

    ResponderExcluir