terça-feira, 28 de agosto de 2018

PM é acionada para averiguar tentativa de estupro em balneário de Pedreiras


Os policiais, porém, se surpreenderam com a verdadeira história: não era estuprador, mas um cidadão que procurava salvar uma mulher que buscava cometer suicídio jogando-se no Rio Mearim

No último domingo, 26, alguns frequentadores do Balneário da Caema, em Pedreiras (MA), acionaram a polícia militar, informando sobre uma tentativa de estupro que estava ocorrendo no local.

Segundo populares, um elemento estaria forçando uma mulher; a vítima para escapar do ‘estupro’ estava entrando nas águas do Rio Mearim.
 
Balneário da Caema em Pedreiras - imagens de 2017


Uma guarnição da polícia militar se deslocou rapidamente para socorrer a suposta vítima, porém, no local, os policiais descobriram que a suposta tentativa de estupro foi um grande mal entendido.

Na verdade, a mulher ingeriu uma grande quantidade de bebidas alcóolica e, fora de si, se despediu do mundo e disse que iria se matar, jogando-se no rio. Um cidadão que estava próximo, percebeu a intenção da mulher e procurou salvá-la, segurando  ela ainda quando estava na parte mais rasa do rio.

“Por favor, não faça isso, esse não é o melhor caminho, procure uma igreja, coloque Deus no coração”, pedia desesperado o Bom Samaritano.

A mulher, por outro lado, gritava com o cidadão para ele soltar o braço dela, impedindo-a de cometer a atrocidade consigo mesmo.

“Me larga! Me larga”, gritava ela.

Foi naquele momento que os gritos da mulher chamaram atenção de outros banhistas. Eles observaram a cena e interpretaram que se tratava de uma tentativa de estupro e, em decorrência acionaram a polícia.

Os PMs ouviram os relatos do cidadão, da própria mulher que já estava mais calma e de outras pessoas que estavam no bar e confirmaram o que suposto estuprador, na verdade foi o herói do domingo.

Um comentário:

  1. então nesse caso não foi a maldita da depressão,e sim cachassao é isso?

    ResponderExcluir