terça-feira, 11 de setembro de 2018

Weverton participa de roda de conversa com mulheres


O candidato Weverton reafirmou seu compromisso com a defesa dos direitos das mulheres na noite desta segunda-feira (10), durante uma roda de conversa, realizada no Comitê Central do pedetista. No bate-papo, foram tratadas propostas e ações voltadas para o público feminino. O candidato ouviu representantes de vários segmentos da sociedade.

Carol Estrela tem uma filha cardiopata e relatou a dificuldade para se conseguir fazer um diagnóstico antecipado. “Eu fiz um esforço e paguei o exame, mas muitas famílias não podem pagar”, frisou a mãe.  Weverton lembrou que é autor de um Projeto de Lei que obriga a realização do ecocardiograma fetal em gestantes. “Sabemos que quanto mais rápido é feito o diagnóstico, maiores são as chances desse problema ser reparado e garantir mais qualidade de vida para esse bebê”, defendeu o autor do projeto que aguarda para entrar em votação.
 
A doméstica Francisca Marques abordou a problemática da falta de vagas em creches para as mães deixar os filhos enquanto trabalham. “Esse é um dos meus primeiros compromissos chegando ao Senado. Vou trabalhar para destravar a burocracia para criar mais creches e juntamente com os prefeitos conseguir mais dinheiro para a construção de mais unidades”, garantiu Weverton.

A violência contra a mulher também foi abordada na roda pela dona de casa Fátima Marinho, que foi vítima de violência no lar. No Brasil, 12 mulheres são mortas todos os dias e 500 são vítimas de agressões físicas a cada hora no país. “Sou autor de um Projeto de Lei que agrava a pena para casos de feminicídio. A matéria já foi aprovada e virou lei, pois entendo que nossas mulheres não podem continuar sendo mortas simplesmente pela sua condição de gênero”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário