terça-feira, 30 de outubro de 2018

Mulher é assassinada na porta de casa com 13 tiros em Pedreiras

Leda, vítima de homicídio 

Uma mulher, de 33 anos, morreu no começo da manhã desta terça-feira (30), depois de ser baleada por vários tiros na Rua Vicente Benigno, Bairro Novo Seringal, em Pedreiras (MA).

De acordo testemunhas que preferiram não se identificar, o crime aconteceu no momento às 6h30, no momento em que a vítima retirava a motocicleta para leva uma a filha, uma criança para escola; dois homem em uma motocicleta se aproximaram e um deles disparou cerca de 13 tiros contra a mulher.  As balas atingiram o braço e a região torácica. A vítima foi identificada como  Rosileide Granjeiro Souza, mais conhecida pelo apelido de "Lêda". O corpo foi levado para o Hospital Geral de Pedreiras, onde deu entrada às 6h50, já sem vida.
Residência da vítima, Rua Vicente Benigno – Novo Seringal – Pedreiras – MA/Foto: Raulison Silva/via Sandro Wagner


Lêda era companheira do açougueiro Taumaturgo, assassinado no dia 8 de abril de 2014. Ela estava na garupa da moto trafegando na região da Santinha em Pedreiras, quando o marido foi alvejado a tiros. 

A polícia civil e a polícia militar estiveram  no local do assassinato e no hospital realizando os primeiros procedimentos.

A 14ª Delegacia Regional de Pedreiras deve investigar o caso.

26 comentários:

  1. É MENTIRA QUE FORAM 13 TIROS!!! NÓS SOMOS VIZINHO DELA E SÓ OUVIMOS 6 DISPAROS.

    ResponderExcluir
  2. Só pegou na leda 4 tiros um na cabeça e pescoço no abdômen e nas costa

    ResponderExcluir
  3. Só foram 4tiros um na cabeça e pescoço e abdômen é outro nas costa

    ResponderExcluir
  4. ela levou tanto tiro sou vizinho dela

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Que deus se compadessa deste povo que nao tenho mais susego aqui em pedreiras uma cidade tão boa de se morra vou reza no terco das familia no intenção dela eu izabel

      Excluir
  6. Meu Deus conheço ela desde criança

    ResponderExcluir
  7. Esses vizinhos dessa senhora são burros mesmo viu,que diferença faz se foi 13 ou 04 ou qualquer quantidade que seja,isso não vai mudar oque aconteceu com ela ou vai,bandos de boca de burro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filho de uma égua, é claro que o fato de comentar a quantidade de disparos não vai trazer ela de volta, mas o que se questiona são as informações falsas que são repassadas para a população.

      Excluir
  8. Meus pêsames a familia. Cheguei a conhecer ela.

    ResponderExcluir
  9. Que ela fez para ser baleada com tanto ódio assim?

    ResponderExcluir
  10. Que ela fez para ser baleada com tanto ódio assim?

    ResponderExcluir
  11. Vcs vizinhos não sabem de nada foram 13 tiros

    ResponderExcluir
  12. Vcs vizinhos não sabem de nada foram 13 tiros

    ResponderExcluir
  13. deviam ta discuntindo as circunstancias do episodio, nao a quantidade de tiros.
    pela logica tem aver ainda com o assassinato do marido, ta facim de ligar dois pontos.

    ResponderExcluir
  14. Queima de arquivo. Isso tem haver com a morte do marido dela

    ResponderExcluir
  15. E a filha? Deve ter visto tudo isso! O que vai ser desta criança, sem pai e agora sem a mãe :-(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente a criança não era filho dela era só enteado e é um "menino" de aproximadamente 4 anos.

      Excluir
  16. lamentável o ocorrido... "mas uma vítima do ódio humano e da falta de segurança que temos até então"! o que resta é ser investigado o caso, e que os culpados sejam pegos e paguem pelos seus atos, que não fique em pune mas um caso como esse!

    ResponderExcluir
  17. Vai Domir bando de Fofoqueiros e Marocas!!
    Vão procurar o que fazer

    ResponderExcluir
  18. Pedreiras, terra arrasada, sem ordem, insegura, jogada ao léu. Enquanto falta pulso e determinação das autoridades, o povo vive refém da bandidagem. Roubos à luz do dia, e homicidios faz parte da rotina da cidade. Infelizmente essa é a realidade, nua e crua.

    ResponderExcluir
  19. Mataram o marido agora mataram a mulher. Já descobriram quem foram os autores e mandantes?

    ResponderExcluir