sábado, 3 de novembro de 2018

Você concorda com atitude extremada do empresário que matou Daniel?


O acusado disse que que matou o jogador  por ter pego ele tentando estuprar esposa

Foto que o jogador Daniel teria enviado para um amigo ao lado da esposa de Edson. Foto: Reprodução
Daniel tirou uma foto com a esposa de Edison na cama e mandou para os amigos
O comerciante Edison Brittes Junior, de 38 anos, que confessou ter matado o jogador de futebol Daniel Corrêa Freitas, de 25, se apresentou à delegacia na manhã desta quinta-feira (1°) em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. A mulher do suspeito, Cris Brittes, e a filha, Allana Brittes, também foram detidas para averiguação.
Comerciante Edison Brittes confessou ter matado Daniel Corrêa
Como havia mandado de prisão contra os três, eles permanecem detidos à disposição da Justiça. Segundo o apurado pela rádio Banda B,de Curitiba, os mandados de prisão contra eles são temporários. Na manhã desta quinta, Edson, acompanhado do advogado, esteve na Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais, na região em que Daniel foi morto. Policiais encontraram o órgão sexual do jogador pendurado em uma árvore. Já a faca usada no crime não foi localizada, uma vez o autor disse ter jogado em um rio. O carro usado para desovar o corpo, uma Veloster com placa de Piraquara, foi apreendido.

O advogado da família, Claudio Dalledone Junior, disse em entrevista à Banda B que o crime aconteceu na tentativa do cliente defender a esposa de uma tentativa de estupro. “Não existe versão, mas uma realidade. A realidade é que este rapaz, de nome Daniel, tentou estuprar a mulher dele”, afirmou Dalledone.

A suspeita de estupro

O jogador de futebol foi espancado em uma festa na casa do autor do crime. Ele mandou várias mensagens pelo WhatsApp a um amigo, momentos antes de morrer. As mensagens foram trocadas por volta das 8h da manhã de sábado (27). Nas primeiras mensagens, Daniel diz: “Estou nessa casa, entrosei na balada e vim. Posso dormir aqui, tem várias ‘mina’ espalhada”, disse o jogador. Logo depois, ele diz ao amigo que pretende ter uma relação sexual com a mãe da aniversariante, e conta para o amigo que “o pai está junto”.

A aniversariante era Allana Brittes, que teria oferecido uma comemoração em uma boate e logo depois, alguns amigos, incluindo Daniel, teriam continuado a festa em sua casa. Teriam ido para a residência, a menina e outras sete pessoas.

As conversas por WhatsApp:
.

Edson assume o crime

Em entrevista à jornalista Carolina Wolf, da RPC, Edson confessou o crime. Ele explicou que sua esposa teria ido dormir. “De repente, uns 40 minutos que eles tinham chego, eu escuto gritos: ‘socorro, socorro, socorro’. Eu pensei: ‘Meu Deus, é a Cris’. Quando cheguei no meu quarto, fui forçar a porta, estava fechada”, relatou.



Segundo Edson, sua esposa não era acostumada a fechar a porta do quarto. “Dei uma ombrada na porta e arrebentei. Quando eu me deparo, o Daniel está em cima dela, tentando estuprar a minha mulher. Nesse momento, que vi isso, eu sai de mim. Fiquei desesperado, aterrorizado de ver aquilo, foi muito triste, eu só queria ajudar minha mulher”.

Edson explicou que tirou ele de cima dela, que estava só de cueca na cama. Confessou que bateu muito no jogador de futebol, posteriormente tirou ele para fora da casa, sem saber se ele estava sem consciência ou já sem vida. Com isso, colocou Daniel no porta-mala do carro e com três amigos, que segundo ele não fizeram nada, abandonou o corpo. Edson usou uma faca para matar e cortar o órgão genital de Daniel.

17 comentários:

  1. Pelo que eu percebi ele deitou ao lado da mulher dormindo e quis se aparecer, talvez doido demais, só faltou uma coisa ele ter colocado o que ele cortou na frente e enfiado a trás

    ResponderExcluir
  2. Mais q merecido .. e que todos que tenham esse comportamento tbm tenha um fim dessa forma

    ResponderExcluir
  3. É extremamente difícil julgarmos qual seria de fato a reação adequada ao depararmos com uma cena como está que casal sofreu. Todavia não justifica fazer justiça com as próprias mãos, mas no calor do fato em questão qualquer ser humano pode perder o equilíbrio e cometer algo irreparável e lamentável como foi este caso. Resumindo é difícil muito difícil ver sua esposa nessas condições em que o rapaz encontrou a sua.

    ResponderExcluir
  4. Se ela quis, era pra ta morta tbm.

    ResponderExcluir
  5. Respondendo sua pergunta, obviamente que não. Mas para uma melhor reflexão pa os que ainda estão vivos, faço menção de Provérbios 5 e versículos 3-"Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais macio que o azeite. 4 Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada se dois fios. 5 Os seus pés descem à morte; os seus passos firmam-se no inferno. 8 Afasta dela o teu caminho, não te aproximes da porta da tua casa".

    ResponderExcluir
  6. Não é moralmente certo julgar se o homem foi certo ou não, porque o caso envolve crime de sangue. Mas o rapaz agiu mal, na casa do próprio marido. Digamos que teria merecido uns tabefes, porque a mulher deve ter dado mole. E o rapaz foi abusado.

    ResponderExcluir
  7. Tem varios análises, o que você faria ???? Olhava a cena deixava terminar e oferecia uma água pra ele ??? Meu amigo qualquer um pode ter agido dessa forma o cara entra na casa sem ser convidado e tenta estrupar a mulher do cara, o cara já não é fácil ver uma cena dessa imagina chapado de alcool aí o cara faz mesmo, Não é fácil dizer que ele ágil errado se coloque no lugar dele, imagine você em casa derrepente sua esposa grita por socorro você chega no quarto um cara em cima dela e aí???? Fácil ??

    ResponderExcluir
  8. E foda essa situação, ele vai responder pelo que fez mais no meu ver ágil por emoção ou legítima defesa por defender sua esposa, O cara chega na casa sem ser convidado já é invasão no meu ver, aí vai estrupar a mulher do cara, Para julgar esse tipo de situação basta se colocar no lugar dele e se perguntar o que você faria, Você deixava ele terminar e mandava embora, você pedia educadamente pra não fazer, Meu amigo não é fácil não

    ResponderExcluir
  9. Concerteza o empresário agiu como homem

    ResponderExcluir
  10. Esse chifrudo é vingativo.

    ResponderExcluir
  11. O acusado é um tremendo de um bandido. Se o rapaz ficou com a mulher foi porque ela consentiu.Todos muito bêbados, o rapaz imaturo o bandido sabe que não há justiça praticou essa barbárie. Deus não dorme.

    ResponderExcluir
  12. Assim: A história de estupro, segundo a Polícia, não é verídica. Segundo a Polícia, vou relação consentida. Acho muito difícil o Acusado sustentar sua versão. Mas se o Acusado tivesse matado o rapaz na hora, apresenta-se para a Polícia, confessado o crime, acho que êle seria absolvido. Mas êle escondeu o corpo, mutilou-o e ainda prestou condolências. É frio e calculista. Não tem Advogado que o livre da condenação.

    ResponderExcluir
  13. Engraçado como mesmo com a mulher dormindo a culpa é dela, né? Muito triste esse pensamento, de achar que a mulher deu mole. A mulher está nitidamente dormindo nas fotos, eu queria entender como alguém consente algo se está dormindo. Se justifica ou não ou crime cometido contra o estuprador que se acha esperto, realmente eu não sei. Mas não esqueçam que estupro ou tentativa de estupro também é crime.

    ResponderExcluir
  14. Esse rapaz foi muito inconsequente, fazer uma coisa dessa dentro da casa do empresário.
    Se o cara não tiver moral dentro da própria casa vai ter onde?
    Deus que me perdoe mas ele procurou, acho q qualquer homem teria feito a mesma coisa. Pela honra da sua família .

    ResponderExcluir
  15. Gálatas 5

    19. Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia,
    20. a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos,
    21. as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus.
    22. Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade.
    23. a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei.
    24. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
    25. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.

    ResponderExcluir
  16. Dizem que perto de tôda desgraça tem sempre uma mulher.

    ResponderExcluir
  17. Só comentario de corno aqui, bando de burro. A cachorra quis e o cara comeu!
    Ai o outro babaca chifrudo igual a maioria de vcs aqui vai la e pega no pau do cara pra rancar.

    ResponderExcluir