quarta-feira, 10 de abril de 2019

Cruz Vermelha recebe doações para desabrigados pelas chuvas no Maranhão: Veja como ajudar

Cruz Vermelha está recebendo doações na sede do localizada no Monte Castelo, em São Luís

18 cidades já decretaram situação de emergência. Famílias sofrem com falta de água potável, colchões, roupas, alimentos e itens básicos de higiene.


A Cruz Vermelha está recebendo doações para as famílias desabrigadas pelas chuvas em todo o Maranhão. Ao todo, segundo a Defesa Civil, 422 famílias estão desabrigadas, 1106 estão desalojadas e 18 cidades já decretaram situação de emergência (Veja lista no final da matéria).


Segundo a Cruz Vermelha, as famílias desabrigadas sofrem com falta de água potável, colchões, roupas, alimentos não-perecíveis e itens básicos de higiene. É possível contribuir levando doações à sede da Cruz Vermelha Brasileira na Avenida Getúlio Vargas, 47, Monte Castelo, São Luís. Para tirar dúvidas, também é possível ligar nos números 3249-9712, 99136-7276 e 98145-3700.

Chuvas no Maranhão

Em Santa Helena, a 115 km de São Luís, parte da população está se locomovendo de barco por conta do nível do Rio Turiaçu que continua subindo e provocando estragos. No local, mais de 1.700 famílias estão desabrigadas ou desalojadas, segundo a Defesa Civil.


Todas as escolas do município estão servindo de abrigos e já estão cheias. Nos abrigos, as pessoas estão vivendo de maneira improvisada há mais de duas semanas em salas de aula.

Escolas em Santa Helena estão servindo de abrigos e já estão cheias de desabrigados após aumento de chuvas na região — Foto: Reprodução/TV Mirante
Escolas de Santa Helena estão servindo de abrigo

Continua...

Em Boa Vista do Gurupi, a 236 km da capital, cerca de duas mil pessoas tiveram que deixar as suas casas e agora estão alojadas em residências de parentes ou abrigos por conta da cheia do rio Gurupi, que já subiu mais de 10 metros. Em alguns bairros, o aumento da água da chuva obrigou os moradores a deixar as suas casas porque elas estão cobertas pela água.


A cidade de Caxias, a 360 km de São Luís, está em estado de alerta por causa do aumento do nível do rio Itapecuru. Segundo a Defesa Civil, o rio está acima da média. O mesmo problema atinge a cidade de Codó, que está em alerta para os riscos de enchentes porque o rio já atingiu o nível de inundação.


Em Pindaré-Mirim, a 255 km de São Luís, a cheia do rio Pindaré tem causado transtornos aos moradores. Durante o final de semana, o nível do rio subiu e o Corpo de Bombeiros de Santa Inês e a Defesa Civil de Pindaré-Mirim visitaram as casas atingidas e realizaram um levantamento. No total são 1.013 pessoas desabrigadas e 96 desalojadas.

Já a Prefeitura de Imperatriz decretou situação de calamidade pública na última sexta-feira (5) e mais de 800 famílias estão desabrigadas em diversos bairros. Confira abaixo a lista de cidades que já decretaram situação de emergência no MA.

Santo Amaro

Santa Helena

Boa Vista do Gurupi

Itaipava do Grajaú

Formosa da Serra Negra

Barão de Grajaú

Nina Rodrigues

Sítio Novo

Icatu

Alto Alegre do Pindaré

Paço do Lumiar

Araioses

São José de Ribamar

Timon

Conceição do Lago Açu

Imperatriz

Pindaré


Pinheiro

Fonte: G1 / TV Mirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário