Compartilhe essa Notícia:


O Instituto Legatus, nesta noite de segunda-feira (25), encaminhou uma nota de esclarecimento para blog do Carlinhos sobre o cancelamento do concurso público da prefeitura de Paulo Ramos.

Leia.

"A respeito de matéria veiculada nesse veículo de comunicação, esclarecemos que o Instituto Legatus foi, de fato, surpreendido com Decreto do Prefeito Municipal de Paulo Ramos, cancelando a execução do concurso instituído pelo Edital nº 01/2019, em andamento naquele município.

Cumpre registrar que o Instituto não foi notificado para prestar qualquer esclarecimento ou exercer o contraditório, e sequer foi comunicado pela Prefeitura do cancelamento, havendo tomado ciência através de candidatos inscritos no certame. Sublinhe-se, ainda, que o decreto é totalmente arbitrário, conforme se demonstrará por meio das vias competentes, e não se vislumbra, por ora, outra justificativa senão quaisquer eventuais interesses contrariados do gestor daquele município.

De fato, a fiscalização do certame surpreendeu alguns candidatos tentando obter vantagem ilícita por ocasião da aplicação das provas. Os candidatos, no entanto, foram todos eliminados e os casos registrados em ata. O fato, em vez de atentar contra o certame, demonstra a eficiência da fiscalização.

Outrossim, não procede, igualmente, a informação apontada no decreto de que o certame teria tido várias questões anuladas. Conforme gabarito definitivo divulgado no site do Instituto, do total de 48 cargos e 1.920 questões distintas, todo o certame teve apenas 17 questões anuladas, o que corresponde a um percentual ínfimo de 0,88%.

Dessa forma, o Departamento Jurídico do Instituto já está adotando as providências cabíveis para tornar sem efeito o Decreto nº 26/2019, de que o prefeito municipal daquele município é signatário, permitindo aos candidatos que obtiveram aprovação de forma lícita e por mérito próprio tenham assegurado o direito às suas nomeações.

Por fim, registramos que o Instituto Legatus já realizou mais de 40 processos de seleção de pessoal, nunca tendo qualquer um deles anulado ou sequer contestado judicialmente. Nesse sentido, o Instituto reafirma seu compromisso em promover seleções justas, impessoais, isonômicas, obedientes aos aspectos legais e que privilegiem, unicamente, a meritocracia."

Mais

Concurso de Paulo Ramos é anulado pela Prefeitura

As provas foram aplicadas pelo Instituto Legatus, de Teresina (PI), e realizadas no dia 13 de outubro

https://www.carlinhosfilho.com.br/2019/11/concurso-de-paulo-ramos-e-anulado-pela.html

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

6 Comentários

  1. Ele queria colocar os deles mas a empresa não aceitou kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Caso não seja homologado, que procedimentos tomar? Digo, para quem pagou as inscrições e teve outras despesas.

    ResponderExcluir
  3. Agora está assim, esses prefeitos vagabundos realizam concursos pegam o dinheiro dos bestas, que é assim que eles nos acham, e depois vem com essa de cancelar o concurso, depois de ter pego o dinheiro. Em poção de pedras foi assim que aconteceu também no tempo do Gildasio, mais quem cancelou foi o cascarias e depois de ter cancelado nunca mais foi realizado outro, e o povo de poção diz que cascarias é um ótimo prefeito. Já vai terminar o segundo mandato e esse tal de Cascarias nunca realizou nenhum concurso público. Bom só conheço um que é Deus. O resto é resto. Bando de ladrão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem anulou o concurso de pocao de pedras foi a justica. Nao foi o cascaria idiota

      Excluir
  4. O maior problema é que as pessoas que fizeram mais pontos foram eliminadas e outras que fizeram menos estão nas vagas.Inaceitavel uma situação dessas.

    ResponderExcluir
  5. a banca está correta.

    ResponderExcluir