Compartilhe essa Notícia:


O conhecido poeta popular, Carlito, filho de Sinhá, morador do povoado Fortaleza Beira Rio, zona rural do município de Poção de Pedras, enviou uma cartinha para a redação do Blog do Carlinhos.

Na referida carta, o poeta reclama da atuação dos vereadores daquela região e também faz uma reclamação pertinente a um determinado proprietário de gados naquela zona rural, que usa colchetes com arame farpado na estrada vicinal que liga o povoado Lucindo à cidade de Poção de Pedras.

Leia a carta:

Caro amigo blogueiro, moramos na região Beira Rio, zona rural do município de Poção de Pedras. Temos em nossa localidade quatro vereadores e um vice-prefeito. Dos quatro vereadores só uma é conhecida como de oposição, pois desde que se elegeu foi eleita pela oposição e mantém-se firme. Pelo menos até agora… Porém, minha indagação é que nesta terra de povo sofrido já se viu e continua a se ver de tudo. Meu caro, nossa situação é séria! Tem um carro com a carroceria coberta de propriedade do senhor Dirceu, de São Francisco dos Vieira, que às segundas, quartas e sextas-feiras faz linha levando os moradores até Poção de Pedras. Indo, na segunda-feira, neste transporte presenciei um abuso sem tamanho. Um senhor que alugou uma solta, chegando em Lucindo, onde antes tinha morador e que é conhecido como Copacabana, simplesmente fez um colchete de arame para as vacas leiteiras e os garrotes ficarem malhando no meio da estrada, como mostram as fotos, e o carro tem que esperar a boa vontade dos vaqueiros de tirar o colchete para a gente passar, é mole? Esse gado, segundo a mãe de um vaqueiro que trabalha para o dono do gado, pertence a um senhor por nome Jonas Filho, pastor evangélico de Lucindo. Conclusão, não é um leigo ou alguém desinformado. Ele conhece o direito. Por favor, é demais! 

Sem ódio e sem medo,
filho de Sinhá.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

10 Comentários

  1. isso é mi mi mi de ptralha, poeta de meia tigela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que isso tem a ver com ptralhas ou bolsominions? A prática relatada na matéria é tipificada como crime de obstrução do direito de ir e vir. Se fosse você no lugar do poeta também se sentiria igualmente indignado. A reclamação do sujeito é válida e nada tem a ver com fins partidários.

      Excluir
  2. que seja mi mi mi
    mas quem morre calado é sapo
    debaixo do pé do boi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chora ptralha a teta acobou. agora é o mito 38 ptralhas nunca mais.

      Excluir
  3. MAIS UM QUERENDO APARECER NA MÍDIA. CHAMA-SE CARLITO FIII DE SINHÁ... PROCURE MATÉRIA MAIS RELEVANTE CARA.

    ResponderExcluir
  4. Eh só nesse país mesmo viu.

    ResponderExcluir
  5. Cadê a liberdade "de ir e vir" resguardada na constituição?

    ResponderExcluir
  6. Em Esperantinópolis tem duas estradas ocupadas desse mesmo modo.

    ResponderExcluir
  7. Eita meu povo vamos tirar essas vacas q nois quer passar😅

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA