Compartilhe essa Notícia:


O Poder Judiciário da Comarca de Esperantinópolis realizou na última quinta-feira (17) uma sessão do Tribunal do Júri, presidida pela juíza titular Drª. Urbanete de Angiolis Silva, que teve como réu Francisco Messias Filho, popularmente conhecido como "Mãozinha".

O homem é acusado de ser um dos mentores intelectuais de um crime no dia 17 de março de 2016, por volta das 19h, no povoado Centro do Meio, zona rural de Esperantinópolis, que teve como vítimas Antônia Ramos Alves, Manoel Alves de Sousa (mais conhecido como "Thor de Bela Vista") e Caíque, que tinha apenas 9 anos de idade. 

As investigações concluíram que o trio de criminosos agiu sob comando do empresário Erismar Lopes de Sousa e, de acordo com a polícia, o plano consistia em executar apenas Thor, porém, no dia do crime Antônio e Caíque também acabaram sendo vítimas dos disparos.

Mãozinha foi condenado a 70 anos de prisão pela morte dos três moradores. A tese do promotor de justiça representado pelo Dr. Francisco Jansen Lopes Sales é que ele teve participação nas três mortes.

Após encerrada a sessão, a defesa manifestou interesse em fazer um recurso de apelação por não concordar com a responsabilidade do acusado em uma das mortes e entender que os jurados julgaram contrário à prova dos autos. 

Vale lembrar que, nos últimos dias, também houve o julgamento dos outros dois participantes do crime: Antônio do Alto e Erismar. Eles já foram julgados e condenados, há 36 anos e 52 anos de pena, respectivamente, em regime fechado. Já o empresário apontado como mandate do crime foi preso e condenado a 52 anos e dois meses de prisão.

Veja mais informações

* Julgamento de um dos envolvidos, Antônio do Alto: https://www.carlinhosfilho.com.br/2020/09/homem-acusado-de-matar-tres-pessoas-em.html

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

4 Comentários

  1. Parabéns pelo júri e pelos magistrados. Justiça sendo feita, apesar de algumas pessoas não confiar na justiça dos homens. Nesse caso ouve justiça pra mostrá que ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Mais uma vez "PARABÉNS" AOS MAGISTRADOS E AO JÚRI.

    ResponderExcluir
  2. Justiça com todas as letras pra esses bandidos. Todos tem que pagar por esses crimes bárbaros.

    ResponderExcluir
  3. o que esses tres fizeram foi uma barbaridade, tem que aprodecer na cadeia, e ainda é pouco..
    a reportagem nao esta completa, tinha uma criança de 8 anos com sindrome de dowm, e eles mataram

    ResponderExcluir
  4. Ainda existe defesa para uns bandidos desses

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA