Compartilhe essa Notícia:



Esposa de Marquinhos conversa com delegado 


A viúva do comerciante Marquinhos gravou entrevistas expressando desconfiança da versão de que seu marido foi morto por suspeita de receptação de carneiros roubados. Ela afirmou em entrevista à TV Difusora de Bacabal, que não acredita nos relatos dos PMs presos; ela lembra que os policiais retiraram Marquinhos do comércio, e não o levaram  para a propriedade dele, para averiguar se os carneiros se encontravam no local; passaram em frente a porteira e seguiram direto para executá-lo com requinte de crueldade.

A viúva acredita que o motivo seja outro e que tem que ser esclarecido. "Não acredito que fizeram isso por causa de carneiros, por que não foram logo na fazenda ver? Por que não levaram para a delegacia a fim de fazer um interrogatório? Isso foi outra coisa, e preciso saber o que foi", indagou ela. 

"Não foi nada mais que uma execução, como arrastaram meu marido sem se identificarem como policiais? Bateram nele e deram um tiro numa poça cheia de lama. Como ia ter tiroteio? Como ele ia receptar cabras se todo mundo o conhecia bem aqui? Os policiais forjaram isso", continuou.

Marcos Marcondes, mais conhecido como Marquinhos.

Hoje, vários moradores relataram para os canais de TVs de Bacabal, que o crime possui mesmo características de pistolagem. E de fato, é de se estranhar a evolução do caso, uma vez que cinco policiais à paisana foram realizar uma operação secreta, por conta deles, com intenção de matar duas pessoas, inclusive um comerciante conhecido, por causa de alguns carneiros furtados de uma propriedade. 

As informações divulgadas até agora é que os carneiros eram da fazenda do sogro do Sgt. Custódio, policial que é apontado como um dos participantes do homicídio. Tantos crimes por mera vingança?

O fato de Ribamar ter trabalhado para Marquinhos, teria levantado a desconfiança de que o vaqueiro furtou os carneiros e vendido para o comerciante. Porém, até o momento essa tese não foi confirmada e os animais seguem desaparecidos. Como diversos pontos da história não se encaixam conta, surge agora a desconfiança de que o furto na propriedade seja algo montado, assim como foi o cenário de tiroteio em São Luís Gonzaga. 

Policiais envolvidos

Circula a informação nos autos de que aquela não tinha sido a primeira vez que os PMS tiveram no local indagando sobre os carneiros. Dois dias antes de cometerem o crime, os policiais estiveram na região do comércio para saber se as câmeras de segurança estavam ligadas, evidenciando que o crime pode ter sido premeditado. Essa linha ainda está sendo apurada. 

Onde estão esses carneiros? Teria o furto realmente acontecido? Será que os animais simplesmente não desapareceram da propriedade pelos próprios policiais a fim de dar um motivo para assassinar o empresário? Muitas indagações estão sendo feitas agora, e os familiares querem a verdade.

 As investigações da Polícia Civil continuam. 

Mais informações

- Comerciante de Bacabal foi torturado, morto à tiros e ainda teve pertences roubados: https://www.carlinhosfilho.com.br/2021/02/empresario-foi-torturado-morto-com-dois.html

- PMs presos pela morte de empresário bacabalense podem ser encaminhados para Presídio de Pedrinhas: https://www.carlinhosfilho.com.br/2021/02/pms-presos-pela-morte-de-empresario.html

- Secretário suspeita que PMs forjaram confronto em São Luís Gonzaga: https://www.carlinhosfilho.com.br/2021/02/secretario-suspeita-que-pms-forjaram.html

- Ribamar está vivo e fez um relato apavorante da perseguição que sofreu todos esses dias em que esteve desaparecido: https://www.carlinhosfilho.com.br/2021/02/ribamar-esta-vivo-e-fez-um-relato.html

- Secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, garante total proteção para Ribamar e sua família: https://www.carlinhosfilho.com.br/2021/02/secretario-de-seguranca-do-estado.html

 
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

7 Comentários

  1. O independente da situação, ela se lascaram...

    ResponderExcluir
  2. Coitado do comerciante!!Independente do que ocorreu,a polícia não pode agir como agiu.Os vagabundos logo estarão na rua matando novamente.

    ResponderExcluir
  3. A polícia militar a maioria deles, não todos. São uns mesrdas, bandidos de farda.

    ResponderExcluir
  4. Rapaz foi abordado terça pra quarta feira. 3-15 da manhã. Por policiais que estavam fazendo blitz. Riviraram meu carro todinho, levaram uma faca que eu tinha, ia pra feira como no posso usar arma de fogo pelo menos, simples faca caras ainda levaram agora ir atrais dos bandidos . No vão agora humilhar o pobre são bom.

    ResponderExcluir
  5. Acho que foi por causa de caemeiros sim, porque o Ribamar falou que tinha ajudado o proprietário a procuralos antes do crime

    ResponderExcluir
  6. Rapaz, tem uma parte do texto que fala que o crime tem características de pistolagem. Se for vê existem diversos crimes nessa região com as características de pistolagem mesmo é que a polícia não esclarece. Será se esse grupo tinha uma segunda renda?

    ResponderExcluir
  7. O dinheiro que eles receberam, se é que receberam não se compara com a perda da farda.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA