segunda-feira, 3 de julho de 2017
Revólver calibre 38 municiado usado pelo acusado 
Um homem foi preso depois de realizar disparos de arma de fogo no final da noite de domingo (2), durante uma festa em um balneário no povoado São Joaquim (Joselândia), situada às margens do Rio Mearim e que faz divisa com o povoado Palmeiral (Esperantinópolis).

De acordo com o registro policial, a PM de Esperantinópolis foi acionada às 22h45 para atender uma ocorrência durante uma festa no Balneário do Nona. Ainda segundo informações da polícia, depois de um desentendimento, o comerciante Raniery Pereira Sousa, 30 anos, sacou uma arma de fogo e ameaçou o filho do dono do estabelecimento, Tancredo Kennedy Sousa Magalhães, 34 anos; o acusado efetuou, segundo a vítima, aproximadamente 5 disparos no interior do seu clube, colocando a vida dos clientes em perigo.

Após os disparos Raniery deixou o local e foi para sua casa, localizada no povoado Palmeiral. A guarnição da PM fez incursões no povoado Palmeiral e prendeu o acusado. Raniery informou aos policiais que entregou a arma de fogo para uma pessoa conhecida pelo apelido de "Zé Grosso", para que a mesma a levasse para o depósito de bebidas de sua propriedade; Zé grosso não foi encontrado, mas após buscas no interior do depósito, a arma foi localizada embaixo do freezer.

Raniery foi conduzido e apresentado na Delegacia de Esperantinópolis, onde irá responder pelo porte ilegal de arma de fogo e pelos disparos dentro do Balneário do Nona.

Ressaltando que o “Balneário do Nona” fica localizado no povoado São Joaquim, município de Joselândia, mas os dois envolvidos na ocorrência, o acusado Raniery e a vítima Tancredo, são moradores do povoado Palmeiral, município de Esperantinópolis.

Participaram da guarnição o Cabo Ferreira e o Soldado Eliaquim. 

3 comentários:

  1. Só dormiu na delegacia pq o q resolve é o dinheiro e algumas autoridades.É o pior de td é q o irmão do Ranieres está ameaçando o Tancredo é o seu pai Nona dizendo q vai dá uma surra no mesmo está escondido com turma envolvida no centro do Coroatá não foi só o Ranieres q atirou o Ze Grosso e o nenzao tds estão envolvidos e os mesmo estão escondido

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde. Li a publicação do nobre blogueiro e quando vi os nomes dos prováveis acusados, fico pensando até quando esses caras vão fazer isso no palmeiral?

    ResponderExcluir
  3. É uma corja de vagabundos fazem o q quer e não tem nada.Policia não resolve nada td isso só vai acaba quando eles matar alguém pq eles se acham o dono do Palmeiral é e tem apoio de autoridades do povoado

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Festival de Sanfona do Lucindo


Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Matricule-se no Faculdade W. F.



+ Lidas