sábado, 5 de agosto de 2017

Prefeito Jailson de Lima Campos apresenta Weverton Rocha como pré-candidato ao senado

Flashes 


Na manhã deste sábado, 05, o prefeito Jailson Fausto Alves, de Lima Campos, ofereceu em sua casa, ao lado de sua esposa, Dra. Silvana, um saboroso café da manhã para políticos da região que participam, em Pedreiras do encontro Oportunidades para Todos, que discutem a pré-candidatura do deputado Weverton Rocha para o senado federal nas eleições do ano que vem.

 
Participaram do café da manhã, os deputados federais Weverton Rocha e Juscelino Filho, os deputados estaduais Vinicius Louro, Fábio Macêdo e Glabert Cutrim; os prefeitos Fred Maia (Trizidela do Vale), Eudina (Bernardo do Mearim); vereadores, os vices Estevinho (Lima Campos), Everton Veloso (Pedreiras); além de secretários municipais e também várias lideranças políticas e comunitárias.

Antes do café, houve discursos: prefeito Jailson, vice-prefeito Estevinho, presidente da Câmara Cabrinha, deputado estadual Vinicius Louro, deputado federal Juscelino Filho, deputado federal  Weverton Rocha.

A casa do prefeito Jailson ficou lotada e depois das falas, o café da amhã reforçado de tudo foi servido.

Nos discursos, o prefeito Jailson Fausto agradeceu a presença de todos em sua casa; apresentou o Weverton Rocha como pré-candidatura ao senado e pediu ajudado ao mesmo para reabrir integralmente o Banco do Brasil de Lima Campos que está fechado há muito tempo. Weverton Rocha garantiu que vai se unir ao deputado Juscelino Filho nessa missão para reabrir a agência.

Confira os flashes



























































































Aguardem os vídeos

2 comentários:

  1. Aqui em Lima Campos nós estamos e de parabéns por ter um prefeito que trabalhar todos os dias para bem está da nossa cidade um prefeito de palavras que cumpre com seus compromissos parabéns prefeito

    ResponderExcluir
  2. Esse sim é um prefeito de verdade, tiro o chapéu pra você jailson. Em compensação o de igarape grande e uma vergonha .

    ResponderExcluir