quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

“Eu matei o Chagas, porque tinha medo que ele me matasse”, afirmou Tilane

Tilane, autor do assassinato 

Na manhã desta quinta-feira (22), o delegado regional de Pedreiras, Dr. Lucas Smith, concedeu várias entrevistas para a imprensa local, em que abordou a prisão de Francilanio Ferreira de Sousa, vulgo “Tilane”, autor do bárbaro assassinato que foi vítima o agricultor, conhecido como “Seu Chagas”, crime ocorrido em 18 de agosto de 2017, em Lima Campos.

Dr. Lucas Smith e uma equipe de policiais civis de Pedreiras estiveram ontem (21), na cidade de Vitorino Freire para fazer a condução de Tilane. 

O delegado contou a imprensa detalhes do depoimento do acusado e da operação que resultou na localização da motocicleta da vítima.

Seu Chagas, vítima 
“Ontem, logo cedo, eu e uma equipe da Polícia Civil, fomos à delegacia do município de Vitorino Freire e lá nós passamos a fazer uma oitiva informal, um primeiro contato com investigado Francilanio Ferreira de Souza; nós apresentamos para ele todas as informações que tínhamos, que comprovam que ele seria o autor; diante disso, Francilanio passou a confessar o crime e indicou a pessoa em que ele negociou a motocicleta da vítima. Essa pessoa mora na cidade de Vitorino Freire; nos deslocamos até essa pessoa e ele confirmou que teria negociado o veículo, mas afirmou que já havia repassado para um terceiro que mora no povoado Pau d'Arco, distante aproximadamente 8 km da sede de Vitorino Freire. Diante disso, nós, com equipe da polícia civil de Vitorino Freire, nos deslocamos para esse povoado, conseguirmos recuperar a moto, retornamos à delegacia e voltamos a ouvir uma oitiva formal com relação à situação do Francilanio”, explicou o delegado.

Lucas Smith falou sobre a negociação da motocicleta da vítima.

“A primeira negociação, não foi uma venda, mas uma troca; Tilane trocou a moto em uma Yamaha XTZ, um modelo muito mais antigo, inclusive ele teria voltado R$ 300 na troca; importante frisar que esses dois indivíduos responderão, em Vitorino Freire, pelo crime receptação. Nós, da polícia, alertamos a população para tomar as devidas cautelas, quando for fazer transação, envolvendo motocicleta ou qualquer outro tipo de veículo para evitar responder pelo crime de receptação”, disse.

A moto recuperada será devolvida a família de seu Chagas. 
Motocicleta recuperada 
Em depoimento, Tilane falou da motivação do crime e surpreendeu os policiais. Segundo ele, não foi latrocínio (roubo seguido de morte), mas um assassinato premeditado.
Madeira usadas no crime

“O depoimento do indivíduo Francilanio foi muito esclarecedor para o fato. Ele relata que meses antes do crime, teria furtado alguns animais (bodes) da propriedade de seu Chagas e afirma que depois de ter cometido esse crime de furto, tomou conhecimento por populares que seu Chagas já sabia que foi ele o autor do furto; e aí, segundo Francilanio, ainda vamos constatar, a vítima teria dito para populares ‘que aquilo não iria ficar daquela forma, que tomaria uma providência’. E nas palavras dele, ‘que não iria esperar acontecer o pior contra ele, se fosse para alguém morrer, que morreria seu Chagas’.”

“Diante disso, ele se antecipou. Ele relatou em detalhes como planejou o crime; passou observar seu Chagas, viu que diariamente ele se deslocava na via vicinal para chegar até sua propriedade, pra tirar um leite; sempre naquele mesmo horário. Então, ele planejou, identificou um local que não seria visível para nenhuma pessoa, longe de todas as propriedades, fez uma barreira de madeira e ficou acoitado dentro do matagal; quando a vítima se aproximou para retirar essa barreira de madeira para ter livre acesso ao restante da estrada, antes sequer de descer da moto, ele foi surpreendido com golpes de um objeto de madeira na cabeça.”

“Francilanio disse que assim que a vítima caiu no solo e ele percebeu que não sobreviveria aquelas agressões, ele afirma que se desesperou um pouco e decidiu que a única forma que ele teria para fugir seria se utilizar da própria moto da vítima; então, ele pegou a moto, passou em casa, sem dar explicação para ninguém, pegou algumas poucas muda de roupa e os documentos e se dirigiu para um povoado da cidade de Vitorino Freire.”

E por fim, o delegado afirma que o autor do crime de homicídio já foi para o presídio de Pedreiras.

“Ele já foi encaminhado ao presídio, o inquérito está bem próximo de ser concluído; nós vamos averiguar para que o crime seja tipificado, se foi latrocínio, roubo seguido de morte ou assassinato seguido de furto; parece a mesma coisa, mas há uma diferença até para o julgamento, juiz ou júri popular”, concluiu o delegado.

Delegado Dr. Lucas Smith fala a imprensa sobre a prisão e fornece detalhes do crime: "Tivemos informações do paradeiro dele no carnaval."
Mais informações em continua...

Violência: Trabalhador é morto a paulada em Lima Campos

Estrada vicinal onde aconteceu o crime 

Vítima 

Telane confessou o crime
Elemento acusado de latrocínio em Lima Campos é preso em Vitorino Freire

Mais detalhes da prisão do homem acusado de matar agricultor a paulada para roubar moto

3 comentários:

  1. Esse vagabundo além de ladrão, ASSASSINO!!! Se for pro inferno, não vai fazer falta pra ninguém!!!!

    ResponderExcluir
  2. Queria ver se ele já estivesse no comando de bolsonaro

    ResponderExcluir
  3. Mostro eu tenho raiva de assassino

    ResponderExcluir