quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Mais um acusado é preso pelo tiplo homicídio ocorrido em Esperantinópolis 2016


A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras/MA, deu cumprimento na data de hoje, 31/10/18, ao mandado de prisão preventiva exarado em desfavor de ANTÔNIO TEIXEIRA DE OLIVEIRA, conhecido como “TOIN DO ALTO”, em razão da prática de três homicídios ocorridos no dia 17/03/16, por volta das 19 horas, no Povoado Centro do Meio, zona rural do Município de Esperantinópolis/MA, que acabou por vitimar Manoel Alves de Souza, conhecido como “THOR”, Antônia Ramos Alves e a criança de iniciais M.K.A.L.
Triplo homicídio ocorrido em Esperantinópolis em 2016

Desde a consumação do crime a Polícia Civil trabalhou no sentido de colher elementos informativos para subsidiar o inquérito policial e a futura ação penal.

Ainda no ano de 2016 o empresário ERISMAR LOPES DE SOUZA foi preso mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva. 

O referido empresário, supostamente, havia contratado FRANCISCO MESSIAS FILHO, conhecido como “MÃOZINHA”, e ANTÔNIO TEIXEIRA DE OLIVEIRA, conhecido como “TOIN DO ALTO”, para executar a vítima Manoel Alves de Souza, conhecido como “THOR”, entretanto, no dia do fato criminoso as três vítimas supramencionadas foram friamente executadas mediante disparos de arma de fogo.

ERISMAR LOPES DE SOUZA foi a júri popular e foi condenado a uma pena privativa de liberdade que totalizou 52 anos e 02 meses.

No mês de julho do corrente ano FRANCISCO MESSIAS FILHO, conhecido como “MÃOZINHA”, foi preso em cumprimento ao mandado de prisão preventiva, exarado em seu desfavor por conta das execuções, na cidade de Itinga após operação desencadeada pela Delegacia Regional de Açailândia e Delegacia Regional de Pedreiras.

Hoje o último coautor das execuções foi preso pela Polícia Civil e ficará à disposição do Poder Judiciário.

Toin do Alto, em entrevista à imprensa local , agora a pouco, confirmou que foi ele que matou Thor e disse que recebeu 6 mil reais do empresário Erismar para cometer o assassinato. O acusado comentou  que a mulher e a criança estavam no lugar errado e na hora errada e acabaram pagando com a vida.

Confira o vídeo da entrevista completa  de Toin.


Vídeo 


Acusado chegando na 14 Delegacia Regional de Pedreiras 


Participaram da operação os Delegados de Polícia Civil Diego Maciel Ferreira e Périkles da Fonseca Lima, além dos investigadores de polícia civil Arielton de Oliveira Visgueira, Maykon de Azevedo Almeida, Marcel Braga Borges, Robert Pereira da Silva Júnior e Johnny Silva dos Santos.

Mais 

Pistoleiro conta detalhes arrepiantes sobre três execuções em Esperantinópolis

ENTREVISTA BOMBASTICA DE TOIN DO ALTO – “Rapaz, o Thor foi eu que detonei ele. Quanto a mulher, eu sai de perto e encostou o Erismar e o Mãzinha e não sei mais nada. Recebi 6 mil do Erismar



9 comentários:

  1. "Em hora errada e no lugar errado"? Não. Nu lugar certo porque estavam na residência dêles. Na hora certa, sim, porque tôda hora é hora para uma família estar junta. Totalmente errado foi quem os matou.

    ResponderExcluir
  2. Cadê o vídeo desse monstro

    ResponderExcluir
  3. O vídeo já está aí.

    Parabéns Polícia Civil. Delegado Diego Maciel e sua equipe de parabéns. Cadeia neles. Só pq mataram os inocentes. Não precisava.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns a polícia civil, parabéns Dr. Diego,continue com o trabalho que o sr.vem fazendo nessa região.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns para a polícia Civil por colocar esse vagabundo na cadeia eu espero que esse monstro passa um Bom tempo na prisão

    ResponderExcluir
  6. Esse fila da puta tem que apodrecer na cadeia...ai depois tem pessoas que queria que o PT ganhasse..por que ia só favorece vagabundo que nem esse pra ficar saindo em saidinha temporária agora vão ver se vai ter isso aí...aquela criança que foi assassinada ela infelizmente ela não vai mais poder vim aqui na terra...tirara toda uma vida que ela tinha pela frente... esses três vagabundo se Deus quiser agora vão morrer dentro da cadeia vão apodrecer lá até morrer...

    ResponderExcluir