terça-feira, 4 de dezembro de 2018

"O MDB deve manter-se na oposição a Flávio Dino”, prega Hildo Rocha




O deputado federal Hildo Rocha reagiu firme à defesa do ex-deputado Joaquim Haickel do nome do secretário nacional de Juventude, Assis Filho, para o comando do MDB maranhense.


– Só posso entender uma coisa na posição do Joaquim Haickel: ele recuou com medo de Flávio Dino e quer levar o MDB para o governo – disse o parlamentar, que é candidato ao comando do MDB.

Continua...


Para Rocha, não existe possibilidade de consenso em torno do nome de Assis Filho.

– Ele não tem condições de comandar a legenda – afirmou.

Na avaliação do deputado federal, seu nome é o único, hoje, no MDB, capaz de fazer oposição a Flávio Dino; Rocha disputa a presidência da legenda com o deputado estadual Roberto Costa.

– Apenas eu e a deputada Andrea Murad fizemos oposição a Flávio Dino nos últimos anos; Roberto Costa levará o MDB para o governo comunista, o que não pode ocorrer. O MDB só vai sobreviver se não se deixar controlar pelo governador – defendeu.

A posição dura de Hildo Rocha reforça a ideia de que será quase impossível garantir o consenso no MDB para a eleição do dia 14 de dezembro.

Tanto que o deputado federal sequer trabalha com esta data para o pleito.

– Não haverá eleição agora. A eleição será em fevereiro; até lá vamos articular para manter o MDB na oposição a Flávio Dino – pregou Hildo Rocha.

A eleição do dia 14 só ocorrerá se houver consenso entre os grupos…

Fonte: Marco Aurélio D'Eça

Nenhum comentário:

Postar um comentário