quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Prefeito é preso por desacato a autoridade no Maranhão



O prefeito do município de Peri-Mirim, a 97 km de São Luís, foi preso na madrugada de terça-feira (22), após desacatar autoridades policiais que pediram a paralisação de uma festa. após ultrapassar o horário determinado.

Segundo informações, houve uma discussão entre auxiliares e policiais, depois que o prefeito afirmou que a festa continuaria. Geraldo Amorim foi levado para prestar depoimento e lavrar a ocorrência por desacato às autoridades policiais na Delegacia Regional de Pinheiro. Ele foi liberado por volta das 7h.


Leia o relatório da PM sobre a ocorrência

Data/Hora: 21/01/2019 às 03:30 hrs

Local: Praça São Sebastião

Ocorrência: Desacato, desobediência, resistência, incitação a violência.

Conduzido: José Geraldo Amorim Pereira, end. Rua Olegário Martins, Centro Peri Mirim.

Guarnição: GU São Bento, GU Palmeirandia, GU Peri Mirim.

Relato: Que na data e hora acima citada, quando estava havendo um festejo na praça de Peri Mirim, que o evento estava preste para o término às 3:00 hrs, foi solicitado pelo secretário de cultura da cidade uma tolerância de 30 minutos pelo fato de uma das bandas ter um atraso na montagem da estrutura, que ao chegar no limite do horário permitido do evento, por volta das 03:30 hrs foi pedido pelo comandante do policiamento Tenente Miguel que, encerrasse o evento, no qual o conduzido falou que não ia terminar, por várias vezes foi solicitado que encerrasse o evento, a pedido do comandante do policiamento que se dirigiu ao palco, chegando próximo ao palco encontrou com o conduzido no qual falou para o tenente que iria subir no palco pegar o microfone para falar que, quem estaria encerrando o evento era a policia, e não ele, e com isso tentar jogar a população contra o policiamento. Que neste momento o tenente Miguel falou para seu Geraldo que se o mesmo fizesse o que estava sugerindo iria ser conduzido ate a DP. Nesse momento o conduzido proferiu as seguintes palavras.                  " Autoridade máxima aqui sou Eu, tu não é Porra nenhuma, tu és um porra." nesse momento foi dado voz de prisão por desacato, no qual o mesmo resistiu se abraçando no ferro do palco, e para tanto foi feito o uso moderado da força, o conduzido foi apresentado sem lesões corporais para ser tomada as medidas cabíveis.

4 comentários:

  1. Cadê teus seguranças prefeito? Rapaz o prefeito não tem moral kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Deixa de ser imbecil, ninguém está acima da lei, vá estudar antes de escrever asneiras...

    ResponderExcluir
  3. Se fosse o prefeito de Poção o cascaria,isso não acontecia pq ele batia logo nos poliças kkkkk e pronto!!! O casca é duro bate mesmo
    Tá chegando tua hr casca Sérgio moro vai te enquadrar de jeito

    ResponderExcluir