terça-feira, 9 de abril de 2019

Bandidos assaltam proprietário de casa lotérica em Trizidela do Vale

Funcionário levava dinheiro para agência, quando foi abordado por dois homens na Rua do Tamarindo


Na tarde da última segunda-feira (8), um malote de uma casa lotérica foi roubado por dois criminosos armados com uma pistola na rua do Tamarindo, em Trizidela do Vale.

O proprietário da lotérica saiu do estabelecimento com o malote e se dirigia até uma instituição bancária, porém, no momento em que ele ligava sua motocicleta foi abordado por dois indivíduos. A vítima afirmou que desceu da moto, colocou as mãos para cima e entregou o malote.

Segundo informações da polícia, os criminosos já esperavam pela vítima no local. Eles se aproveitaram da pouca movimentação na rua e subtraíram um valor aproximado de R$ 20.000.


A polícia civil iniciará as investigações sobre o caso.

6 comentários:

  1. bola cantada....se o dono do negocio tem autorizaçao pra chamar a policia e nao chama...humm ai tem coisa...abre o olho seguradora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tu não fala o que não sabe abestado.Tu vai pagar policial pra escoltar porque a caixa não paga não .fica calado que é melhor.

      Excluir
    2. melhor pagar do que perder tudo....abestado...

      Excluir
  2. A prefeitura devi ser punida onde já se viu o estacionamento escondido o fluxo de cliente diminuído pelo numero de guarda de transito na frente da lotérica não vi nada de melhora no transito em Trizidela pelo contrario ocasionou esse tipo de situação estou indignada com isso.

    ResponderExcluir
  3. Concordo ...! Esses guardas ai na frente da Lotérica e desnecessária... Não melhorou e nada pelo contrário só piorou pra os empresários daqueles estabelecimento ali próximos...
    #Prefeitura deve ser punida mesmo. ...

    ResponderExcluir
  4. Concordo sim com a presença dos agentes de trânsito nas proximidades da ponte coibindo o estacionamento desordenado, pois local como este o trânsito tem que estar livre, lojistas que se adequem as necessidades do município.

    ResponderExcluir