sexta-feira, 5 de abril de 2019

Maura Jorge não tem nada a ver com denúncias envolvendo o presidente do PSL do Maranhão

Maura Jorge (PSL) ficou em terceiro lugar nas eleições de 2018 para governo do Maranhão 
“A ex-candidata a governadora do Maranhão não faz parte do diretório estadual do PSL e não tem responsabilidade sobre aplicação de recursos do fundo  campanha do partido”, afirma assessoria de Maura Jorge em comunicado distribuído nas redes sociais na quinta-feira (4). A nota ainda informa que o destinos dos recursos cabe ao presidente estadual da sigla, vereador Chico Carvalho, "que é a quem também compete a construção de chapa, coligações e inclusive substituições de candidatas mulheres", explica.

Leia mais trechos da nota

Os valores mencionados em reportagem são provenientes do fundo eleitoral a qual todos os candidatos a governador pelo PSL tiveram direito nas eleições de 2018, e foram depositados pelo diretório nacional, em duas parcelas, diretamente na conta de campanha da ex-candidata.

Todos os valores utilizados durante a campanha foram devidamente declarados à Justiça Eleitoral, como determina a lei.

A ex-candidata Maura Jorge, na condição de filiada do PSL, sem pertencer ao diretório do partido, não tem qualquer envolvimento no uso das supostas candidaturas-laranjas e nem sequer foi citada no processo do MPE.

A ex-candidata está à disposição para esclarecer quaisquer questionamentos e continuará sua luta pelo Maranhão.

Jair Bolsonaro e Maura Jorge 

8 comentários: