segunda-feira, 22 de abril de 2019

Comando emite nota após PMs agredirem policial civil em Poção de Pedras

Policiais se desentendem em frente a delegacia de Poção de Pedras 
Na última quinta-feira (18) o policial civil, identificado como Antônio Edson, lotado na delegacia do município de Caxias, foi agredido por policiais militares. O caso aconteceu na cidade de Poção de Pedras, interior do Estado. 

Segundo informações da Polícia Civil, ele, a esposa e a filha foram passar o feriado no município na casa de amigos, e na noite de quinta resolveram passear pela cidade quando foram abordados por uma guarnição da PM. 

Ainda segundo Antônio Edson, os PMs informaram que eles deveriam deixar a cidade, pois estariam provocando transtornos. Antônio Edson alega que se identificou como policial civil, mas os militares teriam mantido a ordem de retirada. 

Ele resolveu, então, ir a delegacia de polícia civil para falar com o delegado, mas foi informado pelo carcereiro que o mesmo não estava no distrito. Antônio Edson diz que ao sair da delegacia, que fica localizada em frente ao quartel da polícia militar de Poção de Pedras, foi abordado e agredido por um policial militar. 

Após a agressão, Antônio Edson foi preso, colocado na viatura e levado pelos PM's para Delegacia Regional de Pedreiras. O policial civil prestou  depoimento e foi liberado em seguida. 


Vídeo 1

Em nota, o Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão pediu desculpas a sociedade maranhense, a Polícia Civil, e afirmou que medidas já foram tomadas para esclarecer o fato ocorrido em Poção de Pedras.

Confira a nota



"O Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) lamenta o fato ocorrido na última quinta-feira (18), no município de Poção de Pedras, envolvendo um agente da Polícia Civil e a guarnição da PM, e afirma que já foram tomadas todas as medidas cabíveis para que as circunstâncias sejam esclarecidas.


Registra, ainda, os sinceros pedidos de desculpas pelo triste acontecimento a sociedade Maranhense e em especial a Coirmã Polícia Civil, e reitera que as duas instituições são compostas de profissionais vocacionados em defesa da sociedade, mesmo com o risco da própria vida; representando, portanto, um caso isolado dentro da Corporação.

Esclarece, por fim, a toda sociedade que tal acontecimento não reflete no comportamento da tropa, de modo que o Comando não coaduna e nem coadunará com atitudes desta natureza, sejam em quaisquer situações, tendo em vista a missão do policial militar de proteger, garantir a segurança e manter a ordem, seja em serviço ou mesmo fora dele."


Vídeo 2

Fonte: Imirante

19 comentários:

  1. Imagine o quer acontece aqui em poção um abuso de autoridade vindo desse cidadão quer recebe o uma patente totalmente despreparado

    ResponderExcluir
  2. Em todas as classes desumanos aqui em poção começa a briga entre funcionários públicos agora o pior auns mais irregulares que os outros fica difícil essa geração de naus exemplos
    Onde vamos parar

    ResponderExcluir
  3. Que vergonha policiais despreparado. Se com um civil eles fazem isso imagine comigo que sou nada . Misericórdia

    ResponderExcluir
  4. Tanto o policial civil, como o militar estao errados, o civil saiu falando palavrões, o militar partiu para violência, podendo até ocasionar uma tragédia, e ser seifado a vida de um pai de família Carlinhos filho.

    ResponderExcluir
  5. Tem que ter punida com esses policiais que se acham o dono da razao que fica agradando os outeos, só porque acham que estão fardado pode fazer o que wuiser!

    ResponderExcluir
  6. Se tratam assim um policial cívil imagina um cidadão

    ResponderExcluir
  7. Gonverno do Maranhão como sempre uma vergonha na segurança pública policiais despreparados aprovado em um concurso

    ResponderExcluir
  8. Carlinhos na esquina do catinqueiro quer vc conhece aqui em poção esse policial chega aqui pegando placas de motos dizendo ele quer ta mutando por estacionamento errado sendo quer não tem nenhuma placa e nem faixa no asfalto muito mesmo uma placa avisando sentido Esperantinópolis ele chegar tocando o terror.

    ResponderExcluir
  9. A quietude em poção tem que ter uma investigação seria tem um guarda municipal chamado de jhone ele se acha uma grande autoridade anda armado pelas ruas,e os policiais não so os de poção como todo Maranhão tem que passar pelo um curso de como abordar um cidadão.

    ResponderExcluir
  10. Incompetência para usar uma farda tão respeitada como o polícia militar

    ResponderExcluir
  11. Incompetência para usar uma farda tão respeitada como a da polícia militar o cara faz uma prova uns teste físico e pronto já e policial o cara não tem controle . depois q veste a farda e o dono do mundo . polícia e protégé o cidadão de bem . não abusar o cidadão de bem .se aí fosse uma civil (pessoa comum) não dava em nada ia muito era apanhar e nada mas

    ResponderExcluir
  12. Despreparo. Merece perder a farda.

    ResponderExcluir
  13. Tem q meter a taca em gente sem vergonha independentemente da classe ou posição social. A PM do MA tem meu total apoio. Taca nesse ze ruela q deveria dar exemplo. Parabéns mais uma vez A PM.
    A lei é pra todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taca no teu cu filho da puta. Vai estudar que tu ganha mais seu arrombado!

      Excluir
    2. Rapaz tava demorando pra um petista dos direitos humanos se manifestar kķkkķkkk deixa a PM trabalhar seu caloteiro petista safado lulista kķkkķkkk cuidado se não vai sobrar pra ti também olha a taca kkkkkkk

      Excluir
  14. Briga de gente grande eles que são brancos que se entende

    ResponderExcluir
  15. As imagens falam por si

    ResponderExcluir
  16. Isso e feio pra polícia militar, tei que aprender mais um pouco esses policias perdeu todos os direto dele

    ResponderExcluir