quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Delegado Jânio Pacheco fala sobre acidente que vitimou o chaveiro Cincinato

Na madrugada do último domingo (28), aconteceu um acidente na Avenida Rio Branco, próximo à Farmácia da Rita, envolvendo duas motocicletas. A colisão, que ocorreu por volta das 00h30m, inicialmente deixou apenas pequenos ferimentos nos envolvidos.

Porém, Cincinato Sampaio da Cruz, mais conhecido como “Cicinato Chaveiro”, que vinha na garupa de um mototaxista, posteriormente passou a sentir fortes dores de cabeça e, devido às sequelas ocasionadas pelo acidente, veio a falecer poucos dias depois.

A situação dos condutores dos veículos, que antes estava definido somente como um acordo para reparar os danos materiais de ambos, agora assume outras proporções. O delegado titular do 1º D.P de Pedreiras, Jânio Pacheco, concedeu entrevista para a imprensa falando sobre o acidente: “O Wanderley, que transportava o Cicinato, compareceu juntamente com o Josiel que era o condutor da outra moto. Ambos estavam lesionados, então eles fizeram um acordo extrajudicial.” Afirmou o delegado.

Agora, devido à morte de uma das pessoas envolvidas no acidente a situação se agrava. "Ontem nós obtivemos a informação de que o Cicinato veio a óbito na cidade de Teresina, devido a uma complicação na região craniana. Segundo informações a família está em Teresina. Em seguida eles trarão a documentação do hospital com as informações do óbito, farão o registro da ocorrência e aí sim eu irei abrir inquérito policial em razão do óbito." Acrescentou.

Ao ser questionado sobre a situação dos motociclistas, o delegado informou: "O Josiel vai ser interrogado. Já foi expedido o exame do corpo de delito ao Wanderley. Nós iremos ouvir algum familiar da vítima para nos informar qual foi a causa mortis e em seguida iremos encaminhar ao poder judiciário."

No vídeo abaixo você confere a entrevista concedida pelo delegado Jânio Pacheco:



3 comentários:

  1. Pelo que percebi quando estive em Pedreiras e Trizidela do Vale em 2017, somente quem está pilotando a moto usa capacete, a pessoa que vai atrás não usa, se é uma lei municipal que regulamenta essa conduta, ela está equivocada, pois, a pessoa que anda na traseira sem capacete fica totalmente desprotegida.

    ResponderExcluir
  2. Entendo seu comentário acima amigo....agora garupa de capacete,pedreiras teria muitos casos de pistolagem!!!

    ResponderExcluir
  3. E em pouco menos de 2 meses já são duas mortes de passageiros sem capacete, fora, outros inúmeros casos que não ganharam tanta repercussão.

    ResponderExcluir