Compartilhe essa Notícia:


No começo da tarde deste domingo (29), em nota divulgada para a imprensa, as principais entidades que representam a classe empresarial de Pedreiras mostraram toda insatisfação com a decisão do Poder Judiciário local, que decidiu manter os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais fechados. Hoje, os empresários aguardavam ansiosos por um decreto do prefeito Antônio França permitindo a reabertura, principalmente das lojas; em vez disso, se surpreenderam com a decisão do magistrado. O Juiz da 1ª Vara da Comarca de Pedreiras, Dr. Marco Adriano, acatou a Ação Civil Pública (Pedido de Tutela Urgente), do Ministério Público, através da Promotora de Justiça Marina Carneiro, e impediu o possível decreto do governo municipal para abrir o comércio em geral já nesta segunda-feira.


Mais

Leia neste link a decisão do juiz na íntegra https://drive.google.com/file/d/1lu0uDubQ9MMJAcWjAOM2A0H9EcTg4zi2

Menos de uma hora depois, os representantes dos empresários (ACIAP, CDL e Sindilojas) emitiram essa nota. Leia:


 
Atendendo as reivindicações dos nossos associados, buscamos as autoridades no intuito de conversarmos sobre a possibilidade da reabertura do comércio em Pedreiras. Essas manifestações expressas pelos nossos associados, que também aconteceram em muitos outros municípios do Maranhão e em centenas de outros municípios espalhados pelo país (inclusive em muitos deles o comércio está funcionando), levaram em consideração que as atitudes das nossas autoridades se distanciaram da realidade local, como o próprio Ministério da Saúde tem preconizado ao defender o “isolamento vertical”, sobretudo nas localidades de menor densidade demográfica, como é o nosso caso.

Ressaltamos que em momento algum desconsideramos que preservar a vida das pessoas seja o mais importante de tudo, porém, agindo com responsabilidade, procuramos o prefeito Antônio França que sensível a situação desesperadora dos empresários com suas lojas fechadas e com muitos compromissos pra honrar, tais como: folha de pagamento dos funcionários, fornecedores, aluguel, impostos e etc. manifestou, após consultar sua equipe técnica da área de saúde e jurídica, a possibilidade de acatar a nossa reivindicação e publicar um DECRETO liberando o comércio para voltar a funcionar ainda que com várias restrições, e seguindo todas as recomendações para proteger nossos colaboradores e clientes.

Como não era uma ação isolada, a notícia acabou se espalhando pelo Estado inteiro e logo as diversas autoridades começaram a se manifestar e pressionar os prefeitos a seguirem as recomendações do Ministério Público Estadual e evitar medidas conflitantes com as determinadas pelo Governo do Estado. Nesse sentido, após toda celeuma causada, decidimos abdicar das nossas reivindicações e evitar conflitos, que em nada colaboram com esse momento de pânico e crise.

Orientamos que as lojas permaneçam de portas fechadas até o dia 4 de abril, excluindo as atividades essenciais como determina o decreto em vigência, e aguardar as novas resoluções do Governo do Estado.

Pedreiras, 29 de Março de 2020.

Imagem da nota 



Justiça mantém suspensão do funcionamento do comércio de Pedreiras


⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

14 Comentários

  1. Parabéns ao Ministério Público, pois se fosse pelos empresários de Pedreiras, os seus estabelecimentos já estariam abertos há muito tempo. Em primeiro vem a saúde meu povo, que com saúde se consegue as outras coisas.

    ResponderExcluir
  2. " Lei "é pra ser cumprida, não discutida....

    ResponderExcluir
  3. EM LAGO DA PEDRA FOI A MESMA COISA, ESSA CAMBADA DE OLHO GRANDE, SO PENSAM E ENCHER O BOLSO NEM QUE SEJA AS CUSTAS DA MIZERIA E DA VIDA DOS OUTROS, VÃO PLANTAR BATATA BANDO DE DESUMANOS QUE SO PENSAM EM DINHEIRO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc desse ser um desses marajás do dinheiro público que vive sem trabalhar, as custas dos impostos pagos por esses olho grande como vc mesmo disse. É muito fácil dizer umas merda dessa porque essa sim é uma merda das grandes. Quero vê quando o país quebrar, as empresas falir e não pagar mais impostos. Agora me diz aí sabichao de onde vai sair dinheiro pra bancar sua preguiça?
      Pra quem recebe do publico e muito fácil dizer #fiqueemcasa.
      Agora tira tua bunda gorda desse sofá macio e vai la perguntar pra quem trabalha e faz esse país crescer de verdade como ele vai pagar os fornecedores, os colaboradores e o governo ( impostos) que é quem de fato come a fatia maior do bolo.
      Conheço empresário que mantém um quadro bem expressivo de funcionário em sua empresa que me disse que as dívidas dele já estava em 100 mil reais pq não pode abrir o comércio pra vender seus produtos. O que vc acha que vai acontecer com vários funcionários dele?
      Pela lógica vão ser dispensados pq essa é a lei da sobrevivência meu amigo. Na hora do aperto cada um por si.

      Excluir
  4. Ainda bem que temos seres humanos sensatos como Dr. Marcos Adriano e Dra. Marisa, porque se dependesse desses empresários sanguessugas os funcionários iriam morrer e eles nem o caixão dariam.

    ResponderExcluir
  5. Bando de imbecis... Querer fazer aglomerações urbanas. Bando de assassinos.

    ResponderExcluir
  6. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

    ResponderExcluir
  7. A lei tá pra todos, mais em São Raimundo do doca bezerra as lojas de móveis estão funcionando tranquilamente.

    ResponderExcluir
  8. Preservar vidas é o mais importante. Parabéns à justiça! Problema econômico dá p recuperar, mas sarar de covid19 é raro.

    ResponderExcluir
  9. Por curiosidade, algum comentário acima é de alguém que não seja funcionário público?

    ResponderExcluir
  10. MAIS UMA VEZ UM DOS IDIOTAS OLHO GORDO APARECE, O IMPORTANTE É SALVAR VIDAS, SE QUEBRAR, VAI ESTAR VIVO PRA TRABALHAR E GANHAR DE NOVO, AGORA ESSA CAMBADA DE EMPRESÁRIOS QUEREM GANHAR DINHEIRO NEM QUE SEJA AS CUSTAS DA MORTE DO POVO, VÃO PLANTAR BATATA BANDO DE DESUMANOS

    ResponderExcluir
  11. Sou a favor de isolar as pessoas do grupo de risco sim, os demais devem voltar as suas funções em seus empregos. O que esse bando de governantes e até mesmo alguns juízes de cunho esquerdista é ferrar com o Brasil, não basta o que a ptzada fez?
    Quem defende essa paralização total com certeza deve ser funcionário público que trabalhando ou nao, vai cair na conta dele ou é ptista tem medo de trabalho.

    ResponderExcluir
  12. Vou falar a verdade quando batemos nas portas pedindo emprego, ficamos felizes quando conseguimos. Depois que consegue não quer mais trabalhar. Vai entender.Temos o patrão e o empregado

    ResponderExcluir
  13. Hipocrisia desses que dizem empresários, preocupados com as pessoas passarem fome, antes do isolamento social é sabido que em Pedreiras e Trizidela do Vale há vários casos de famílias que estão passando fome, quantas cestas básicas essa classe já distribuiu? Eu só vejo em Pedreiras o Padre José Geraldo se empenhando em favor desses, vcs só se preocupam com vcs, larguem de hipocrisia, se não fosse a justiça vcs estavam ameaçando os trabalhadores, a voltar ao trabalho, vcs não estão nem aí se alguém vai morrer, duvido que vcs abram a bodega de vcs e botem seus familiares para trabalhar.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA