terça-feira, 3 de abril de 2018

Um acidente, muitas perguntas

O mês de abril se iniciou com trágico acidente aéreo no Maranhão. Na tarde do domingo (1°), a queda de um helicóptero foi fatal para os quatro tripulantes que estavam a bordo da aeronave que seguiria para o município de Paço do Lumiar. A viagem foi brutalmente interrompida com a queda, entre os povoados de Miritil e Lentel, próximos à Cidade de Rosário a 75 km da capital que matou na hora o piloto e os três passageiros.

Os passageiros eram três médicos que atuavam na rede de saúde municipal de São Luís.  Eles trabalhavam nos hospitais municipais Djalma Marques e Clementino Moura (Socorrão I e II).  José Cleber Luiz Araújo era coordenador da Cirurgia Geral do Socorrão I, enquanto Jonas Eloi da Luz era o responsável do setor de Anestesiologia do Socorrão II. Rodrigo capobiango Braga, que era cirurgião vascular, atuava nos dois hospitais. O piloto era o policial civil Alfredo Oliveira Barbosa Neto, que tinha bastante experiência e gols anteriores com a mesma aeronave além de ter trabalhado no grupo tático aéreo (GTA).

Nas redes sociais, várias mensagens foram compartilhadas nas páginas das vítimas e o clima era de tristeza e comoção. Na manhã de ontem (02), uma grande quantidade de pessoas acompanhou o velório e enterro das vítimas.
 
A aeronave

Outros voos já haviam sido feitos nesta mesma aeronave sobre o comando do piloto Alfredo Barbosa, que conhecia bem Seu funcionamento. Em 2011, no entanto, ela já havia apresentado problemas de pane elétrica que obrigaram o piloto a fazer um pouso forçado em uma praia do Piauí. O caso aconteceu em outubro de 2011 em uma viagem de São Luís com destino a Camocim, no Ceará, em que Alfredo solicitou permissão para aterrissar na praia, alegando que uma pane foi percebido após uma luz vermelha se acender na aeronave. Na época, o problema foi resolvido pelo piloto, que seguiu viagem com os passageiro após meia hora. De acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave registrada em nome da empresa mineira WRV Empreendimentos e Participações Ltda estava em situação regular. Ele aparece relacionado declaração de bens do deputado federal Toninho Pinheiro (PP/MG).  O helicóptero fabricado tinha inspeção anual de manutenção (IAM) válido até o dia 21 de setembro deste ano, e sua Categoria de Registro era privada destinada destinado serviços Aéreos privados. No Maranhão, segundo a Anac, existem atualmente 29 helicópteros devidamente regulares. A fiscalização e regularidades é realizada pela agência no país inteiro de forma programada, não programada e por meio de denúncias.
Continua...
Na sede do Conselho Regional de Medicina (CRM-MA), onde os três médicos foram velados, choro e sentimento de informação com três vidas perdidas tão cedo. Na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Cohab, onde o policial e piloto Alfredo recebia as últimas homenagens de amigos e parentes a pergunta que parava sobre o silêncio e a dor de quem conhecia, por ser alegre e prestativo era o que teria causado tal acidente.
 
As Investigações

As investigações para determinar as causas do acidente estão a cargo da Aeronáutica através do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seria), setor integrado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), com sede na cidade de Belém, no Pará. De acordo com o chefe do Seripa I, Major viador Cláudio Luiz da Costa Júnior, por estarem no início, às investigações ainda não tem como apontar possíveis causas para o acidente, pois seriam precoces. Segundo o major, serão feitos todos os procedimentos de perícia e averiguação tanto da aeronave, quanto do local da queda, para levantar informações mais precisas sobre o acidente. “Estamos iniciando os trabalhos, vamos levar alguns componentes da aeronave para Belém, a fim de realizar perícias e obter mais informações”

Na ação inicial do processo de Investigações, além dos materiais recolhidos, devem ser feitos entrevista com as pessoas que tinham relacionamento com a tripulação que estavam a bordo da aeronave Para que sejam coletados dados que irão de servir como base do processo investigativo. Não existe previsão de prazo para a conclusão da investigação, que dependerá da complexidade do acidente. O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou ainda que as investigações a serem realizadas sobre o acidente são para fins de prevenção, não sendo apuradas responsabilidades de culpados como ocorrido. O órgão disse à reportagem que o intuito é entender o que aconteceu neste acidente, para aprender com ele e evitar novos acidentes parecidos no futuro e que fins de apuração de responsabilidade as investigações devem ser conduzida pelas autoridades policiais em nota enviada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, foi informado que a investigação sobre este Episódio caberá à aeronáutica.

2 comentários:

  1. Nos todos estamos muito triste com esta grande perda do amigo dr Jonas que ajudava as pessoas nos momentos mais difíceis é lamentável que Deus tenha ele e os outro foi junto no eterno descanso vai com Deus dr Jonas

    ResponderExcluir
  2. Esse helicóptero era uma sucata voadora.

    ResponderExcluir